.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Ataíde em dificuldades na CIM: Aeroporto de Coimbra provoca clivagens na “família” socialista (II)

A assembleia municipal da Figueira da Foz, ontem realizada, também debateu o caso aeroporto na região centro.

"O deputado municipal do PSD Teotónio Cavaco indagou João Ataíde sobre o aeroporto na região, alertando que, se não houver consenso, o Centro poderá ficar sem aquela infraestrutura. 
O presidente da Figueira da Foz, que também preside à Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra, saliente-se, defende a base aérea de Monte Real, enquanto o seu homólogo de Coimbra, Manuel Machado, propõe o aeródromo de Cernache (verr aqui). 
“Não me importava nada de correr o risco de perder, porque tinha algo a ganhar”, respondeu João Ataíde, considerando que a intervenção do deputado socialista [Ferreira da Silva, da Assembleia Intermunicipal] foi absolutamente desastrada.
“Com amigos assim, não preciso de inimigos”, acrescentou, em tom jocoso. 
“Não abdico do plano de Monte Real, porque esse é o que estrategicamente nos interessa. Mas, se vier um plano sustentado para Cernache, venha ele, não vou opor-me”, rematou..."

3 comentários:

Joao Veiga disse...

Ahhh, outra vez o aeroporto internacional de Coimbra...

Já vejo os aeroplanos a sobrevoarem a Praça da Republica que, anote-se, vai inaugurar um monumento aos queimadinhos da dita praça.

Depois, apanhado o aeroplano no choupalinho, poder ir apreciar umas cascas a Bragança ou mesmo um arroz de lingueirão a Faro ou umas migas a Beja.

E o corropio de aéro moças e comissários de bordo pelos cafés da Ferreira Borges, ahhhh, o progresso

Anónimo disse...

Mas com é que alguem que nem sequer conseguiu construir um simples coreto pode pensar num aeroporto.
Mas não me admira nada porque pensar é barato.

Anónimo disse...

Desastrada é a governação do Ti Ataíde, mais parece um elefante numa loja de porcelanas. Ferreira da Silva é um histórico socialista, resistente antifascista. Não presta vassalagem a presidentes serôdios, com tiques autocráticos do Estado Novo. Como o Ti Ataide era feliz se fosse presidente de câmara no tempo da outra Senhora. Ó tempo volta para trás...por mim já chega assim...