Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Assembleia Municipal lembrou Mário Neto

Voto  de pesar apresentado por Luís Ribeiro,na Assembleia Municipal realizada no dia 20 de Dezembro de 2014, foi aprovado por unanimidade.

"MÁRIO ANTÓNIO FIGUEIREDO NETO, insigne Figueirense natural de S. Julião onde nasceu em 1942, foi Professor, dirigente estudantil, preso político, Cidadão e Homem Livre profundamente interessado, envolvido e empenhado nos primeiros passos da nossa Jovem Democracia após o 25 de Abril, e nesta mesma Casa, Deputado Municipal da Figueira da Foz.

Tendo concluído os seus estudos em Engenharia Mecânica, daria posteriormente aulas na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, tendo ainda para além destas temáticas ao longo da sua vida acumulado um extraordinário e verdadeiramente enciclopédico conhecimento de História, Literatura, Música e Filosofia.

Num artigo publicado aquando do seu falecimento refere-se como sua grande característica, “para além de uma craveira intelectual ímpar, uma imensa humildade, (…) sempre assente num discurso profundamente motivante e encorajador sobre a Humanidade e sobre o Mundo“.

1 comentário:

Anónimo disse...

Uma grande Luz do pensamento livre, do conhecimento, do humanismo, dos valores da ética repúblicana - Liberdade, Igualdade, e Fraternidade. Um verdadeiro Principe Maçon! Pena é que sejam os aventaleiros oportunistas da terrinha, a prestarem-lhe homenagem, para se engradecerem à conta do Irmão Mário. Não é Luis Ribriro e Zé Fernando???!!! E um bocadinho de vergonha? Pois...