.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

A polícia tem no Bairro Novo “atitude arrogante”, afirmou Miguel Babo, escolha imprescindível de Carlos Tenreiro para a lista de vereadores PSD...

O vereador do PSD Miguel Babo disse, ontem, na reunião de câmara, que a polícia tem uma atitude arrogante, quando se referia à alegada falta de segurança no Bairro Novo, tema suscitado pelo líder da vereação social-democrata, Carlos Tenreiro. “No Bairro Novo, há zaragatas a todo o momento. A polícia está lá com a carrinha parada, no meio do passeio, onde nem pode estar, com os polícias à porta, numa atitude que parece que querem bater em alguém, com o cacete, numa atitude arrogante”, afirmou o autarca da oposição. 
João Ataíde não gostou do que ouviu. “[O vereador Miguel Babo] diz uma coisa e o seu contrário: pede mais segurança e, depois, diz que os polícias têm uma atitude arrogante!”, atirou o presidente da Câmara da Figueira da Foz. O líder do executivo acrescentou que se revê na atitude dissuasora da polícia. Por isso, enfatizou: “Não me revejo nas críticas que fez à polícia”. O presidente defendeu que “as cifras de criminalidade da cidade são baixíssimas”. Daí, sustentou, “falar disso [falta de segurança no Bairro Novo] é desprestigiante para a cidade”. Por outro lado, acrescentou que “as noites da Figueira da Foz são seguras, sem embargo de surgir um ou outro foco”
Carlos Tenreiro tentou atenuar os efeitos da intervenção de Miguel Babo. “Obviamente que a bancada do PSD não se revê em observações antagónicas à PSP, e o vereador Miguel Babo também não se revê nelas. Tem a sua maneira de se expressar… Estamos a falar de incidentes que são fatores de insegurança e afastamento”, argumentou.
Miguel Babo voltaria a falar sobre o assunto, na sequência da intervenção de Carlos Tenreiro. No entanto, começou por observar que aquilo que pretendeu dizer é que “a atitude da polícia é pouca”, defendendo que aquela força de segurança “não pode intervir apenas em pancadaria”. E afirmou: “Os exemplos de ineficiência são aos montes”, ressalvando, contudo: “Esta crítica não é para arrasar com a polícia, é construtiva”. Porém, atirou: “Vi jogadores de râguebi todos nus e não lhes aconteceu nada. Vejo jovens a partir garrafas todas as noites…”. João Ataíde frisou que “ainda bem” que a vereação do PSD não se revê em declarações contra a polícia. Não obstante, elucidou: “Quis marcar a minha posição”
Contactado pelo DIÁRIO AS BEIRAS, o comandante da Divisão da Figueira da Foz da PSP, Mário Rocha Quintal, garantiu que “nunca a presença da polícia assume uma atitude intimidatória”. Acerca da alegada insegurança no Bairro Novo, esclareceu: "Não tenho indicações de nenhuma situação grave ocorrida nas últimas semanas que ponha em causa a segurança das pessoas".
Via AS BEIRAS

Nota de rodapé.
Só apetece colocar a mão na testa e abanar a cabeça, com esta  inacreditável e incrível  prestação desta oposição PSD!..
Qualquer figueirense fica seduzido!

4 comentários:

J. Inha disse...

Para o Babo era meter os policias e ladrões a jogar Xadrez!

Anónimo disse...

Perdoai Senhor, que ele não sabe o que diz. Afinal o PSD não passou de quatro para três vereadores, mas sim para dois, dado que o Babo não conta:
é zero e às menos de zero. Este Babo, bem que pode fingir que vai à casa de banho e não voltar à politica. É só cromos da lata.

Anónimo disse...

Anda a ver muitos filmes , coitado .

Anónimo disse...

E se a Figueira estivesse inundada de xadrezistas era muito bom sinal...talvez se começasse a ver um pouco mais de inteligência e muito menos maledicência !