.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Língua

"Dinis Manuel Alves acha que «não tarda muito a serem precisas aulas para ensinar caligrafia aos adolescentes». Está errado — já são necessárias aulas de caligrafia há muito tempo. Não por causa do grau de economia linguística (a lei do menor esforço em linguística estudava-se com Martinet à vista), mas porque não sei que graça tem isto.

A lei do menor esforço em linguística não significa acabar com as vogais."



FJV

Com a devida vénia, via a origem das espécies

1 comentário:

dinis manuel alves disse...

Olá
Isto de veniar por cá dá aquela palha tem que se lhe diga.
Já que FJV não arrisca o contraditório, aqui fica o e-mail que lhe enviei:

Olá Francisco José Viegas

Se se tivesse dado ao cuidado de ler, como seria sua obrigação, atentas as especiais responsabilidades que tem, a explicação detalhada do projecto, perceberia facilmente que este não veio ao mundo para ter “graça”.
O projecto é composto por quatro blogs e, em todos eles, encontra essa explicação.
http://www.mediatico.com.pt/sms/torga-sms-pr.doc
Para não perder tempo, segue em anexo.

Sabe uma coisa? Começo a ficar cansado de gente que fala de cátedra, de gente que opina sem se dar ao trabalho de conhecer o objecto sobre o qual decide postar.
E isto acontece até, como é o caso, com pessoas cuja obra e desempenho nos media respeito.
Note bem o que fez: criticar um projecto que é divulgado exactamente para mostrar que a “linguagem SMS”, fora dos telemóveis, não tem graça nenhuma.
Aos resultados chamávamos-lhe “Torga intragável”, e tudo isso está detalhado nos blogs, até na entrevista ao DN.
Ou seja, não é para ter graça. Nenhuma, entende?
Sei de muitos professores – e sei disso pelos e-mails que recebo -, que têm utilizado o projecto para alertar os alunos de que não devem deixar contaminar a escrita com a dita “linguagem SMS”.
Sei de outros que o têm utilizado para assim conseguirem aproximação mais fácil à obra de Miguel Torga.
Veja o caso do blog 3, o “sítios”, com os locais referidos por Torga georeferenciados, outra forma de dar a conhecer o escritor aos jovens, também de os levar a conhecer alguns sítios recônditos de Portugal (aqui: http://mapastorga.blogspot.com/ ).

Mais: o blog 4 é destinado, na íntegra, a opiniões sobre o projecto (aqui: http://torgaemsms2.blogspot.com/) .
Aguardo, com expectativa, texto seu sobre o Projecto Torga em SMS, para o colocar neste último blog.

Com os Melhores Cumprimentos,

Dinis Manuel Alves
www.mediatico.com.pt