"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Felizmente, podemos escolher os Amigos

Como gente, temos memória curta, curtíssima, diria eu. Não foi há muito tempo. Foi apenas há um ano.

Quem quiser compreender este Portugal, é ler esta notícia do jornal Sol, de há um ano atrás. Está lá TUDO, pessoas, factos, TUDO. A falta de valores, a demagogia, a propaganda, o BLOCO CENTRAL que nos arruinou e continua a arruinar, o jornalismo cor de rosa, os interesses, os negócios. TUDO.

A (então) reserva moral do PSD, Dias Loureiro, o do BPN (eu não disse, da “roubalheira”, quem o disse foi Vital, há uns dias...), e as suas emoções, com as qualidades de José Sócrates - o menino de ouro. Leiam. Isto é Portugal no seu melhor, o tal dos políticos modernos, porque profissionais, que só se focalizam nos resultados.

Como disse o senhor Loureiro, há um ano atrás: “há duas coisas que não podemos escolher: os nossos pais e a terra onde nascemos.” E ainda bem, digo eu. Podemos escolher os políticos e é a desgraça que sabemos!.. Loureiro, por exemplo, não se governou com ideologias!..

Ah, mas felizmente podemos escolher os Amigos...

Sem comentários: