.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

A "Figueira da Foz antes do plantio de betão"...

Eis uma visão da Figueira, cidade amena, agradável e bela, ainda composta de regulares edifícios.
Os olhos, com esta visão aérea, de um só golpe, têm vista do casario, do mar, da praia, da avenida marginal, de uma harmonia e elegância raras.
Nota-se a integração natural das construções ainda em sintonia com a paisagem, o que deveria tornar imensamente agradável o passearmo-nos por uma cidade onde a beleza e bom gosto estão patentes na foto que saquei daqui.
Esta, é uma foto para que apetece olhar por muitos minutos, tal a beleza que nos recorda.
Esta Figueira, que existiu e foi destruída pelo homem, se fosse uma mulher, dir-lhe-ia que aquela elegante harmonia de discretamente se mostrar lhe ficava lindamente. 
Agora, apetece-me  semicerrar os olhos.  E recordar. E recordar. E recordar...
E, ao regressar a finais de 2016, lamentar! Lamentar! E lamentar...

2 comentários:

Anónimo disse...

É provavelmente à volta de 1955.
Interessantíssima: a linha de árvores da Rua da Liberdade a este, toda a mata Sotto Mayor a norte, o Tennis Club com o ringue de patinagem/gincana de bicicletas a sul, a dar ideia que o burgo estava amuralhado pelo enorme chão de água que o banhava a oeste.
JM

JARP disse...

Efectivamente a fotografia terá sido tirada no período entre o ano de 1953 (data de inauguração do Grande Hotel da Figueira) e 1959 (+-)quando começaram a construir o 1º edifício junto à Piscina Praia.
No Ténis Clube ainda existia o mini golfe.
JARP