Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sábado, 8 de julho de 2006

Mercado de S. Pedro está inaugurado



Fotos gentilmente cedidas pelo jornal o FALA BARATO




Fotos: Pedro Cruz

O mercado mais moderno do concelho está inaugurado.
Dois anos, um mês e dois dias depois da cerimónia de lançamento da primeira pedra e, após, cerca de 600 mil euros gastos, S. Pedro inaugurou o novo mercado, com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz.
Com 40 bancas de peixe, legumes e outros produtos, o edifício conta, igualmente, com 12 lojas.
Outra mais valia do novo espaço comercial, é o estacionamento ao dispor dos utentes.A maioria dos espaços está reservada para os vendedores do mercado que ainda funciona na Remígio Falcão Barreto.
Em declarações prestadas na passada sexta feira ao diário “as beiras”, Carlos Simão, Presidente da autarquia da outra margem do Mondego, “prevê que possam surgir reclamações de alguns dos comerciantes do outro mercado.
É que nem todos estão colectados, sendo certo que só entra no novo espaço quem exercer a actividade de forma absolutamente legal”. Com a transferência de competências da Câmara para a Junta, a freguesia de S. Pedro é a gestora deste equipamento.
Isso quer dizer que vai passar a contar com mais uma importante fonte de receita.

16 comentários:

Anónimo disse...

Foi em ambiente festivo que muitas centenas de moradores assistiram, ontem, à inauguração do Mercado Municipal de S. Pedro, Figueira da Foz, cerimónia presidida por Duarte Silva, presidente da Câmara Municipal.

O novo mercado, na Rua das Indústrias, junto à Rotunda das Chaves, só abrirá ao público na próxima quarta-feira, data que coincide com a celebração do 21º aniversário da elevação de S. Pedro a freguesia. "É uma prenda de aniversário antecipada para a população", afirmou Carlos Simão, presidente da junta local, exortando os residentes a "estimar um espaço que é de todos".

Considerado "o mais moderno do concelho", este mercado custou 600 mil euros. Dotado de 40 bancas de peixe, legumes e outros produtos, tem ainda 12 lojas e dezenas de lugares de estacionamento no exterior. "É uma obra moderna que substitui o antigo mercado, ao ar livre e em terra batida, e que a todos nos orgulha, dignificando a freguesia", disse, ao JN, o autarca. A primeira pedra da obra foi lançada a 6 de Junho de 2004, mas os trabalhos apenas tiveram início no primeiro trimestre de 2005. A maioria dos espaços está reservada para os vendedores do mercado que ainda funciona na Rua da Cova.

Para Duarte Silva, a obra "vem melhorar a qualidade de vida" dos habitantes da freguesia. "É um espaço que reúne todas as condições de venda, higiene e salubridade exigidas por lei", afirmou. Também a população já "aprovou" o espaço, localizado numa zona residencial, junto a um parque de merendas e perto da praia. "É um espaço bonito e que oferece melhores condições do que o actual mercado", expressou Silvina Pimentel, residente da Gala.

Com a transferência de competências da autarquia para a junta, a freguesia de S. Pedro passa a gerir o equipamento que deverá gerar receitas adicionais superiores a 3000 euros anuais".
in«JN»
http://noticiasfn.blogspot.com/
(figueira.net)

Anónimo disse...

GOSTEI DE VER A CANDONGEIRA...NA SUA NOVA BANCA....AGORA É QUE VAI SER...CANDONGAR E IMPOSTOS NÃO PAGAR....

Anónimo disse...

"sendo certo que só entra no novo espaço quem exercer a actividade de forma absolutamente legal”.
PARABENS! A quarta fotografia ilustra muitissimo bem o que o presidente pretende!

Anónimo disse...

A quem devo agradecer tão bela obra ?

Anónimo disse...

Abre quarta feira? Será que nessa altura já há as esperadas licenças de exploração? ou o mercado vai abrir "ilegal"?

Anónimo disse...

Sim senhor, então porquê este texto, que copiado quase na integra da figueiranet?
Depois é assim:Alguém com um pouco de bom senso, me pode explicar o porquê do senhor de camisinha e do lado direito da primeitra foto faz aqui, nesta nossa santa terrinha?
Saiu do partido socialista, porque o Dr. PSL lhe arranjou internamento para a filha:
Agora quer por a outra filha a chefiar o mercado de São Pedro?
Pois eu como covagalense digo:por mim esse abutre é uma pessoa indesejável na terra que me viu nascer.
Vá patra Buarcos que é a terra dele e ninguém o pode ver, por ter o comportamento que teve.TRAIDOR...VIGARISTA...OPURTUNISTA...tenho dito
Famosoerudito

António Agostinho disse...

Senhor famosoerudito (eu sei quem é, mas respeito a sua falta de coragem para se assumir...)
1 . O meu texto foi feito e publicado no sábado, dia 8 de Julho
de 2006.
2. O texto da Figueira.Net, foi buscar as fotografias que ilustram o seu texto ao meu blog - e, nisso, como muito bem sabe o meu Amigo António Cruz, não há qualquer problema.
Falta algum esclarecimento?
Se faltar estou ao seu inteiro dispor.

António Agostinho disse...

Senhor famosoerudito,:
Como escrevi, estava ao seu inteiro dispor para qualquer esclarecimento. Como afirmei que sabia quem era - e você sabe que ei sei quem você é - , fez o que era esperado: desapareceu.
Como sei que é muito jovem ainda, permita que lhe diga (atenção: não entenda isto como conselhos):
1- Chamar TRAIDOR...VIGARISTA...OPORTUNISTA... a alguém, e não fundamentar, é muito baixo, muito feio, nada elegante. É mesmo rasteiro.
2- Fazê-lo a coberto de um suposto anonimato, é cobarde.
3- Só publiquei o seu comentário porque sabia perfeitamente quem é.
Nota final: não mate o famosoerudito. Seria uma pena. Dê-lhe instrução, cultura, ou mais basicamente: eduque-o.

Anónimo disse...

Para si, de tanto dó que mete, veja com atenção quem é que difamou de candongueira a pessoa da foto 4, teria sido eu.
O sr. é um atrasado mental em todos osa aspectos, mas se sabe quem sou, peço que diga e não seja cobardolas e fraco de espirito.
Você não tem nada na vida, não tem ninguém é uma desilusão atílica.
cure-se antes de ser internado num qualquer hospital perto de si.
Não vá eu ainda dar-lhe o que você merece.Só já não o fiz por, eu sim, ter mulher e filhos.
Você é doente.
Famosoerudito

António Agostinho disse...

Este blog é, apenas, um meio de comunicação.
Ponto final.
Certamente que não irá transformar estes blogueiros em pessoas melhores..
Poderemos, é natural, ver valorizadas as nossas opiniões e os nossos pontos de vista.
Pode acontecer, portanto, que o blog acabe mesmo por melhorar os blogueiros.
Afinal, o blog é os blogueiros.
Se o blog dá conta do que pensam os blogueiros, é perfeitamente licito que a nossa blogosfera foque, preferencialmente, a sociedade em que os blogueiros nasceram, sempre viveram e estão perfeitamente inseridos política e socialmente.
Isto é, a Cova, a Gala, a Morraceira e o Cabedelo.
Poderíamos, é certo - e cada um tem a liberdade abordar no seu blog os temas que mais o fascinam -, optar por mostrar uns corpos nus, uns rabos, umas mamocas, por exemplo ... e por aí adiante! ...
É natural, que aconteçam polémicas na blogosfera.
Estamos, felizmente, num País de amplas liberdades.
Mas, essas diferenças de opinião têm balizas.
Educação, boas maneiras, respeito pela verdade, são fronteiras a respeitar. Isto, para não usar uma palavra mais inacessível para alguns - ética..
Portanto, meus Amigos, não permitiremos mais que pessoas, que se dizem covagalenses, mas que o não são, pois conhecemos de ginjeira a sua verdadeira identidade, nos venham insultar de forma completamente estúpida, desabrida, mentirosa e grosseira aqui, na nossa casa – a nós e à nossa Terra.
Tirem o cavalinho da chuva! ...
Estamos esclarecidos, uma vez por todas, famosoerudito?
Já agora: pode aparecer quando quiser,
Até tem o meu número de telemóvel.
Telefone, mais uma vez, vá lá....

Anónimo disse...

és mais parvo que esses camelos todos.Manda-os para o Carvalho que é o que eles merecem.
abraço

Anónimo disse...

dâmaso.
Como deve ter reparado vai em minúsculas.É propositado.
Está em consonância com a sua pequenes.
Deixe-se de pretensas, eruditas e jactantes merdas, porque de famoso e erudito você tem tanto quanto uma ratazana de grandeza.
É por demais evidente que a sua atitude é protótipo de trabalho encomendado. Para atrapalhar, destabilizar e anular quem, como o Agostinho, incomoda o PODER que pretende continuar íncolome apesar de todos os dislates e prepotências.

Agostinho.
Aguente com preserverança e alguma coragem e estoicidade. É dos manuais que, se este tipo de acção não resultar, poderemos assistir a um outro tipo, também encomendado, mas agora mais violento e mais fisico.
Não é por acaso que o afirmo aqui. A denúncia pública inibe o que, para acontecer terá de o ser a coberto do anonimato.
--Sempre com o proa virada aos mandantes não aos lacaios.
--Orgulhe-se! É descendente de gente que não temeu os Elementos!

Anónimo disse...

Caro Agostinho:

Primeiro um erudito é normalmente alguém que revela erudição, ora se revela, este não a demonstra...porque não possui o nivel de um erudito que não recorre a torpe violência das palavras antes usa as que demonstram sageza. Este demonstra mais "dor de cotovelo" que é uma reacção tipica de quem da erudição apenas utiliza o nome...

Anónimo disse...

Caro Agostinho:

Primeiro um erudito é normalmente alguém que revela erudição, ora se revela, este não a demonstra...porque não possui o nivel de um erudito que não recorre a torpe violência das palavras antes usa as que demonstram sageza. Este demonstra mais "dor de cotovelo" que é uma reacção tipica de quem da erudição apenas utiliza o nome...

Anónimo disse...

afirmar não é caluniar...cada um governa a vida como bem lhe aprouver...só que em bom português existem palavras que definem uma actividade, provavelmente ilicita, agora difamar...bem se em bom português utilizar a palavra certa para designar uma determinada actividade é difamar.... então estou erodizado ou eruditizado??

Anónimo disse...

Boa gato preto.
Diria que o meu amigo e afim de espécie está erodente de tão erudito!