Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

“Que gostaria de ver concretizado no concelho da Figueira da Foz em 2022?” (2)

Via Dário as Beiras

"Gostaria que os dirigentes locais em 2022 compreendessem a importância do desafio ambiental, e social, que a humanidade enfrenta. Concretizar a transição para um concelho ecológico é urgente, necessário e contribui para a saúde física e mental de todos nós. Significa isto fomentar a biodiversidade, preservar os ecossistemas em meio rural e urbano, pugnando pela sua restauração e vivência por parte das pessoas.
Enfatizo que esta transformação se faz com e para as pessoas, informando-as sobre a importância ecológica dos ecossistemas dunares no areal da Figueira e Buarcos; levando os habitantes a defender árvores, fragas, charcos, lagoas e zonas ribeirinhas de grande beleza e importância natural. As crianças que vivem rodeadas de vegetação têm menos alergias. Os agricultores que usam mais pesticidas morrem mais de cancro.
Em ano de início de mandato autárquico, a gestão dos parques e jardins, baldios e caminhos rurais, tenha como princípios diretores os objetivos de sustentabilidade. Haverá que contratar quadros especializados, que neste momento não existem, preenchendo a lacuna que persiste na gestão do património natural do concelho. Falta um Plano para a Biodiversidade detalhado, orçamentado e com objetivos mensuráveis.
Será este um legado maior, o início de uma relação de harmonia, em que o sucesso de um concelho também se mede pelo número de polinizadores selvagens (abelhas, vespas)."

Sem comentários: