Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

"Para quando instalação de medidores da qualidade do Ar?"

Sobre a reunião de 1 Julho 2019, quando Ricardo Silva apresentou requerimento relativo à mobilidade urbana, e falou sobre descarbonização e sobre as medições da qualidade do ar...
Passo a citar um comunicado do PSD.

«“A Vereadora Ana Carvalho Oliveira, relativamente à qualidade do ar, pretendeu esclarecer que, quem tem competência da sua monitorização e validade é a CCDRC. Existe uma estação de fundo, em Montemor-o-Velho, e outra na Lagoa de Ervideira, que faz a monitorização da qualidade do ar desta região. É assim que está definido para Portugal, há uma rede de qualidade do ar, que é a QualAR. No entanto, há municípios que o fazem, mas são poucos. O efeito disso é relativo, pois o que é importante é depois comparar com dados que sejam importantes.”

A CIM de Aveiro aderiu ao projecto europeu, Clair City é um projecto de quatro anos ao abrigo do Horizonte 2020 da UE e trabalha directamente com os cidadãos e com as autoridades locais em seis países da Europa. O projecto usa um jogo, uma aplicação para smartphones, concursos, workshops e eventos para descobrir as expectativas e sonhos dos habitantes em relação ao futuro das suas próprias cidades.

O trabalho irá ajudar as autoridades municipais a conceberem planos para satisfazer as necessidades dos seus habitantes, e a fazê-lo de forma a manter o nosso ar limpo e a reduzir o contributo de cada cidade para as alterações climáticas a nível global.

A CIM de Aveiro aderiu Projecto europeu, neste âmbito a Câmara Municipal de Águeda criou: Sm@rt City Lab o projecto dos Laboratórios Vivos para a Descarbonização de Águeda.

Com objectivo de redução das emissões de CO2 vá além dos desafios europeus (20% até 2020 e 40% até 2030)”, para isso instalou 19 sensores ambientais distribuídos por 8 estações que disponibilizam várias informações relevantes.

A iniciativa foi já reconhecida internacionalmente pela Green Destinations, organização internacional que foca os valores da sustentabilidade no âmbito do turismo.

Ainda recentemente, o Município de Águeda foi distinguido como um dos mais sustentáveis do país.

Por estas medidas, é que há concelhos que estão mais desenvolvidos que a Figueira da Foz!

Por cá, a falta de ideias, o populismo eleitoral e, a ânsia em fazer obras, levaram que fossem gastos 6.5 milhões de euros em obras de requalificação urbana, com uma alegada suposta descarbonização, sem conhecer os objectivos atingir e sem qualquer tipo de estudo.

Relativo à qualidade do ar a sul do concelho, nos últimos anos quer a oposição, quer a população têm alertado para o problema, uma vez mais a Câmara Municipal cruza os braços.»

Sem comentários: