.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sábado, 21 de dezembro de 2019

Esta Figueira é um espectáculo: são mais importantes "gatos" que morreram em 2004 do que "gatos" nas contas!..

Este, é o teor da Moção "Inquérito - Paço de Maiorca, apresentado pelo Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia Municipal da Figueira da Foz, a exigir a realização de um inquérito a todo o processo, por uma Entidade externa à Câmara Municipal da Figueira da Foz".
Porque que é que o PS votou contra e o BE se absteve? Não haveria todo o interesse em apurar as responsabilidades, visto estar em causa um montante elevado (6,5 milhões de euros e dinheiro dos contribuintes?).
Como afirma o PSD, em comunicado, "o valor de 6,5 milhões de euros a pagar, vai hipotecar o futuro da Figueira da Foz.
O Partido Socialista Votou contra a Moção!
A posição do PS só prova que estão de consciência pesada, e que a tese “da culpa ser do PSD” cai por terra!
Se acreditassem nisso eram os primeiros a querer o inquérito!
O Dr. Carlos Monteiro é o fio condutor desta asneirada toda!
Desde 2009 é vereador do executivo PS e agora Presidente substituto da Câmara Municipal da Figueira da Foz.
“Quem não deve não teme”, o PSD, irá diligenciar, com vista a que as respectivas entidades competentes se pronunciem, relativamente a todo o processo.
Quem vai pagar a conta são os FIGUEIRENSES!"

Se calhar, neste momento na Figueira, o mais importante é mesmo apurar o "processo dos gatos" que morreram em 2004, do que apurar quem foi responsável por os figueirenses virem a ter pagar 6.5 milhões de euros!
Nota: imagens via Diário as Beiras

Sem comentários: