.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

No decorrer da sessão de tomada de posse dos novos órgão sociais da Associação Comercial e Industrial, o presidente da autarquia pediu o “apoio” de Ana Abrunhosa...

Via

"Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial, defendeu a electrificação da Linha do Oeste, que liga Figueira da Foz a Lisboa, indo ao encontro de uma reivindicação de Carlos Monteiro, presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz.
Outros projectos são a ampliação da zona industrial da Gala, localizada a Sul do rio Mondego, a criação de um aeroporto na região Centro, “se possível em Monte Real”, e melhoramentos nos portos comerciais e de pesca locais.
Ana Abrunhosa afirmou rever-se em todos os projectos indicados, assumindo que “a electrificação da Linha do Oeste é absolutamente vital para a competitividade das empresas”.
“Tenho a certeza absoluta que é um projecto prioritário” para o ministro Pedro Nuno Santos, que tutela os investimentos nas infraestruturas ferroviárias.
A ministra afirmou, ainda, que um município industrial como o da Figueira da Foz “tem de ter, naturalmente, infraestruturas de localização empresarial e, portanto, a ampliação da zona industrial é absolutamente vital”. Quanto ao porto comercial “tem de ser competitivo”, uma vez que é “fundamental para o transporte de mercadorias, preservando o ambiente”.
No entanto, relativamente ao aeroporto na região Centro, reivindicação comum a vários Municípios, Ana Abrunhosa não se pronunciou."

Sem comentários: