"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Mistério dos mistérios...

“Ironia do destino” passamos de um dia de Sol, Praia e Mar para um dia “Farrusco” de agosto e o resultado está à vista, “NÃO HÁ TURISTAS“.
Este é o resultado de os mentores do turismo regional serem tudo menos especialistas de Turismo, temos juristas, arquitectos, engenheiros, gestores, professores de tudo menos turismo, políticos e até boys curiosos e oportunistas que continuam a não fazer o trabalho de casa. Todos sabemos que a costa Atlântica não é um destino de Praia.
Não se prepara a época porque “pode ser que o verão seja bom e uns arraiais com uns artistas avençados façam a festa”.
NÃO MEUS SENHORES, não resultou mais uma vez, o Atlântico é mesmo assim, não tem cor política nem se controla.
O que é preciso é estudar e trabalhar muito, trazer operadores turísticos que promovam e programem a partir da Figueira para fora que fixem os turistas na cidade e façam os “Tours” a partir daqui, que aproveitem o sol e à praia quando está bom mas que tenham alternativas quando não está. Estamos no centro de Portugal a 1 hora de tudo, desde Aveiro até Fátima passando por Viseu e tantos outros destinos alternativos (é apenas um exemplo, não uma lição).
Os operadores, os comerciantes locais e a povo devem ser acarinhados, escutados e apoiados (essa regra é de ouro) deixem os tronos dourados que vocês foram eleitos para servir não para governar e trabalhem todos os dias em prol da Região que tanto precisa.

Via António Maia

1 comentário:

CeterisParibus disse...

É assim há muitos anos. Em Buarcos, tenho horas em cima de horas a observar o vai-vém, e um registo que vem desde 1995 a 2013, que comprova o "reino absoluto" das condições do tempo sobre o número de pessoas que demandam a Figueira. Mas os ocupantes temporários do palácio, não são a excepção, mas sim a regra que confirma a falta de vistas. E sem grande vontade de polemizar, tu caralhete, opina aí qual dos imperadores autárquicos passados, se algum, teve algum rasgo ( e muito gasto ) e mínima visão.