.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 9 de agosto de 2016

MOMENTO DE ANTOLOGIA DO DISPARATE PRESIDENCIAL FIGUEIRENSE... (II)

Abusar e optar: duas palavras.
Para mim, o seu significado diverge do entendimento que, julgo, ser o da maioria das pessoas.
Abusar,  não  tem de ser, necessariamente, exceder no uso que damos às coisas. 
Abusar, do meu ponto de vista, tem a ver com usá-las mal, deteriorá-las, adulterá-las.
Optar,  não tem de ser, exactamente, escolher de uma forma completamente livre e consciente. 
Optar, do meu ponto de vista, é abdicar de algo de que gostamos muito. 
Optar, é prescindir de grande parte do essencial e prosseguir por um outro trilho.

Como escrevi aqui, sempre pensei - e continuo a pensar - que era bom os políticos não confundirem o interesse público com o interesse do público!
É que, do meu ponto de vista, ao mesmo tempo que aumenta o interesse do público, diminuí o interesse público.
Há anos, tanto quanto me tem sido possível, tenho tentado não abusar - optando...

Sem comentários: