.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sexta-feira, 26 de junho de 2015

O tempo não está para ingenuidades...

O ex-presidente do PSD e protocandidato presidencial não admite deixar de ser comentador político na campanha. Marcelo Rebelo de Sousa vai manter o seu espaço semanal de comentário político na TVI, ao domingo à noite, mesmo durante o período da campanha para as eleições legislativas. Questionado pelo SOL, o professor justifica que nunca interrompeu os seus comentários políticos durante nenhuma campanha. «Nunca interrompi noutras campanhas anteriores. Eu e o dr. Marques Mendes vamos continuar firmes», justifica. Os dois comentadores são militantes e ex-líderes do PSD e são actualmente os únicos que mantêm espaços de comentário político em canal aberto.
E assim vamos andando, sem esperança de qualquer futuro com esperança de dignidade...
Esta maltinha é  igual à outra que passou. Chegados ao poder, criaram empregos e mordomias para os seus, enquanto alargou o saque fiscal, empobreceu um país já de si pobre e aumentou o alastramento da miséria em ritmo acelerado.
Cortes e despesa inútil, continua a ser o dia a dia.
São especialistas em fazer  de conta. Lembram-se das viagens em classe turística, da redução do número de freguesias!..
Tudo medidas com que este  elenco de cómicos pretendia ofuscar a anterior e impagável  gestão socialista.
Os municípios, os que gerem os orçamentos e gastam dinheiro em festas e carnavais e merdas do género, esses mantiveram-se todos, pela razão simples de que são os maiores empregadores - em especial dos filiados nos partidos que detêm o poder a nível local.
Há cerca de 4 anos era difícil imaginar que uma cambada pior do que a anterior viesse tomar conta do poder. Era muito difícil imaginar que depois de um engenheiro habilidoso viesse um charlatão que fizesse do engenheiro manhoso quase um anjinho.
Todavia, eles aí estão…
“A direita tem o poder e com a ajuda da troika teve todo o poder, governou à margem da Constituição, contou com um presidente mais dócil do que o Américo Tomás, não precisou da PIDE para meter quase todos os jornalistas na linha. Enquanto isso, a oposição tem demonstrado uma ingenuidade ou mesmo um oportunismo arrepiante. A comunicação social é obediente, os ex-líderes do PSD são falsos comentadores…”
Portanto, fica o aviso: “as próximas eleições não são para ingénuos”.

Sem comentários: