"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Sá Pinto...

Já sabes que o pessoal gosta de ti à brava, do teu arreganho carago. E, para dizer a verdade, quando deste aqueles tabefes no Artur Jorge, muito benfiquista te agradeceu. Mas ficaste com a fama de seres um cabeça quente. Por isso, quando há 2 anos repetiste a façanha com o Liedson, aí fiou mais fino, como acabaste por perceber.
Tem calma, ouve.
Agora quem manda és tu, e se precisares de o dizer é porque alguma coisa já não está bem. Mas se for mesmo preciso que o digas, então impõe-te com as mãos nos bolsos. Tens uma oportunidade única na vida de provares que sabes dar-te ao respeito por aquilo que vales. É suposto transmitires aos teus jogadores – sim, eles agora são teus – o teu entusiasmo e a tua motivação. Tens um belo grupo de talentos à tua frente, vê lá como lidas com eles. E se sabes que uns precisam de um par de berros para arrebitarem, a outros há que dar beijinhos porque só funcionam contentes. Ou sabes como é que cada um deles funciona, ou estás lixado. E nós lixados ficamos, contigo, com o Sporting e com o mundo.
Vê lá o que fazes, Sá. Não fiques todo corado que assim é pior. Ah e é verdade: não vás na conversa da Juve, olha para as outras bancadas, esse pessoal é que conta. Dá-nos lá uma alegriazinha, mostra que és homem para isso. Obrigado.
Queres um chá de tília?

Em tempo:
Todas as cartas de amor são ridículas

1 comentário:

gina henrique disse...

Embora seja benfiquista (sem palas ), e por isso mesmo adorei a carta ao Sá Pinto.
Não sei se foi a escolha certa mas de momento penso que não haveria muitas alternativas, e se ele for bebendo um chazinho de tilia de vez em quando quem sabe tudo pode dar certo.
Só quero dizer que as cartas de amor não são ridiculas,são sim um grande contraponto a violencia.