.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O actual executivo camarário é diferente do anterior em quê?..

O actual executivo da Câmara Municipal da Figueira da Foz (do qual faz parte o vereador António Tavares), tentou proceder à venda através de hasta pública, no dia 17 de Junho de 2010, de duas parcelas de terreno, uma onde está instalado o Campo de Futebol e outra em frente ao Centro Geriátrico Luís Viegas do Nascimento.
 (Informação sacada daqui)

A propósito deste assunto, relembro aqui um post do antigo vereador socialista João Vaz, no seu blog, em 16.04.2008:

"Segundo explicação do Executivo Camarário (Duarte Silva, Lídio Lopes, Teresa Machado, José Elísio) a crise financeira da autarquia deve-se ao preço do petróleo, à falta de compradores para terrenos da Câmara enfim, ...à "crise" em geral. 
Aposta-se tudo na construção. Mais uma alienação de terreno foi aprovada na freguesia de São Pedro, ali junto à duna primária, numa cota (3,5 metros ?) quase ao nível do mar. O campo de futebol vai ser transformado (ver foto acima) em "equipamentos" para os moradores da zona. O terreno adjacente destina-se a construção urbana.
Zona de risco, aviso eu. O Presidente defende a sua decisão, não lhe parece que passe por ali um Tsunami... Pronto, está tudo dito, e viva o betão para viabilizar as finanças camarárias.
Pergunto eu para onde vamos ? Quem vai comprar tantas casas ? Quem as vai manter ? Que planos estratégicos sustentam o avanço da urbanização do território ?.....
Poucas respostas...."


Relembro apenas mais um pormenor. 
“Na área ocupada pelo actual campo de jogos, só podem ser construídos equipamentos desportivos.” 
Como é que se vai ultrapassar esta ainda actual limitação do PDM?

Em tempo.
Isto, é mesmo um filme. E este filme tem actores. Dou-lhe duas estrelas. Só porque os actores não são maus de todo...

1 comentário:

alex campos disse...

Assim de repente, diferenças entre o PSD e o PS não encontro muitas, nem haverá muitas. aUma que me vem à lembrança é que os "xuxas" são gente de "convicções", coitados, ao passo que os laranjecas ainda estão na fase da fé.