Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

terça-feira, 20 de maio de 2008

Pois...





A morte é um bocado puta, não é?..
É, é, um bocado puta...
A que bocado te referes…?
À vida...
Pois...

1 comentário:

Anónimo disse...

Palavras para quê...o lado mais cruel do ser humano.
Razões há muitas a apontar,mas nenhuma justifica tais procedimentos.
O Mundo,a sociedade em que vivemos,a falta de cultura,a educação e o respeito mais elementar pelo seu semelhante.
Juntando a tudo isto a pobreza em todas as suas vertentes.
É triste,muito triste.