"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Muito bem Senhor Presidente da Assembleia Geral do Grupo Desportivo Cova-Gala


“Anónimo disse...
O espantoso de tudo isto, meu caro blogger, é uma terra tão pequena ter tanto burro, tanto analfabeto e tanto malandro. Então, é convocada uma Assembleia Geral para tratar de assuntos de importância capital para a vida de uma Colectividade local e só comparecem 15 associados. Perante isto e o falatório geral, o que faz a Mesa dessa Assembleia? Maltrata os cumpridores e interessados na vida comum e premeia os faltosos, os baldas e malandros emitindo um comunicado para os esclarecer? Essa não lembra nem ao diabo. Assim não se resolve coisa nenhuma.Foi dada demasiada importância a quem não a merece e nada tem feito, senão falar, para merecer qualquer tipo de consideração.
18 Maio, 2008 23:21”

Presumo, do pensamento deste anónimo, que o segredo é a alma do negócio!..
No País, aliás, cada vez mais parece ser essa a regra. Até na vida pública do País, onde as discussões deveriam ser alargadas. A politica deixou de ser, definitivamente, a vida da polis.
As decisões são tomadas com base em dados não divulgados, negociados em segredo e implicam pactos de futuros silêncios. “Os senhores é que sabem”!...
Mas, caro anónimo, democracia não são pequenos pontos no calendário, que marcam o dia em que se coloca o voto na urna.
É dever de todo o cidadão dar, e dar constantemente, a sua opinião, apoiar, ou criticar os órgãos eleitos, tenha ou não votado neles. A vida da polis é muito mais que votar de quatro em quatro anos.
E, é obrigação de quem é eleito informar aqueles que, em última análise, são os beneficiados ou prejudicados, do que anda a fazer e porque toma as decisões que toma.

Do meu ponto de vista, o Presidente da Assembleia Geral do Grupo Desportivo Cova-Gala esteve bem em tentar interessar e inserir os sócios numa decisão vital para o futuro do Clube. Cumpriu o seu dever. Bem hajas por isso Zé Vidal. Se os sócios não aderiram, problemas deles.
Os que têm medo que o Povo conheça a verdade, lá saberão porquê. Mas, é por esta, e outras anteriores, que, aos poucos, São Pedro se foi transformando numa freguesia maioritariamente de seres humanos civicamente amorfos.
Isso interessa a quem?

3 comentários:

Anónimo disse...

Você presumiu mal.
Não sou a favor de ocultações do que quer que seja.
Sou contra o andar com incapazes ao colo, dar-lhes de comer e ainda lhes limpar o rabinho.
O comodismo é mau.
Estão mal habituados todos aqueles que pensam que os eleitos, só porque foram "honrados" com o seu voto têm de fazer muito mais que a sua obrigação.
A obrigação não implica limpar o rabo a ninguém, levantá-los da cama, curar-lhes as ressacas, dar-lhes a paparoca na boca e explicar-les duas vezes a mesma coisa.
Entendeu melhor?

António Agostinho disse...

Perfeitamente...

Anónimo disse...

Bom, meu amigo!!!Politicas aparte...aqui fica o endereço da minha nova casita...quero dizer....é uma vivenda...loli
abracito
http://inevittavellamar.blogspot.com