Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

2 comentários:

Anónimo disse...

Desviar, desviar as atenções!
Desviar, desviar as atenções!
Som de fundo " A marcha do vapor"
E esta tudo quase...quase dito, que aqui o escriba já se riu o suficiente. Ai o Ramelas que a sabe todinha!!! Busca Ramelas!!!

Anónimo disse...

É o jornalismo que temos, e que está nas mãos de quem está. Enfim.
Mas parabéns ao cartunista, acertou em cheio.