quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

Comunidade portuguesa "desconsulada" com decisão do Governo luso

"O Governo Português está a ameaçar retirar os seus laços oficiais da Costa Sul de Massachusetts e de Rhode Island depois de ter anunciado um plano para encerrar os Consulados de Portugal em New Bedford e Providence, deixando centenas de milhar "abandonados, como prenda de Natal."
A notícia com o alerta pormenorizado, pode ser lida em

/http://www.ojornal.com/site/news.cfm?newsid=17624876&BRD=2677&PAG=461&dept_id=543384&rfi=6

5 comentários:

Deixem-se de fitas! disse...

Ora cá esta uma medida necessária e que serve para poupar uns milhões de euros. Os portugueses estão onde? Os portugueses estão, sobrevivem, vivem em Portugal! Abandonados estamos NÓS os que estamos cá! Criem consulados privados ora esaaaaa!

Dino en vacances disse...

Podem, sempre que precisarem darem um pulinho a New York, à embaixada.
Lá em France, é a mesma coisa, quando precisamos, vamos à embaixada. É melhor.
E olhem, enquanto se vai, passeia-se.

Peixe-voador disse...

E na embaixada em NY, sempre podem encontrar o filho do Dr. Manuel Alegre, o que pela certa os fará matar saudades de Portugal...!

Anónimo disse...

Realmente... Vê-se logo que quem escreveu os comentários em cima não deve perceber muito do assunto:
Primeiro, porque a embaixada de Portugal nos Estados Unidos não é em Nova Iorque, mas sim em Washington. São destacados diplomatas consulares para exercer funções em consulados, tais como Boston, New Bedford e Providence;
Segundo, nem todos têm possibilidade de se deslocar até Washington e pagar passagem aérea para tratar de assuntos consulares;
Terceiro, sou apologista que se o Governo não tem dinheiro para manter tantos consulados abertos que feche aqueles onde a comunidade portuguesa é menos significativa;
Quarto, mesmo fechando os Consulados de Providence e de New Bedford, existem as pessoas mais idosas e os menos afortunados que não têm recursos para se deslocar até Boston (consulado que o Governo quer deixar em funcionamento). Sim porque na América também há pobreza...
Quinto, apesar de viver na América e precisar do Consulado perto da minha área de residência para tratar de assuntos, não me importo de me deslocar até Boston, pois era preferível reabrirem as maternidades em Portugal e satisfazerem as necessidades daqueles que aí vivem e fechar consulados, pois realmente quem estão a ser mais prejudicados aqui são as pessoas que vivem em Portugal.
Não obstante a isto, o Governo também não se deve esquecer que existem portugueses a residir no estrangeiro e que amealham os cofres e os bancos com muitos e muitos euros.
Portanto, a minha mensagem é:
não abandonem os que vivem em Portugal assim como os que moram fora dele.

Anónimo disse...

calem-se todos...