Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Perante as afirmações da CIM da Região de Coimbra de que estaria a estudar com o Governo uma nova localização para o aeroporto, Gonçalo Lopes interpelou o ministro Pedro Nuno Santos, do qual recebeu uma mensagem tranquilizadora...

Jornal de Leiria. 23 de Janeiro de 2020

“Não te preocupes. Só o [aeroporto] de Monte Real tem pernas para andar”.
A mensagem foi enviada pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, ao presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes, que a interpreta como o reforço do “compromisso do Governo” em relação à abertura da Base Aérea n.º 5 (BA5), em Monte Real, à aviação aviação civil."

Jornal de Leiria. 15 de Janeiro de 2020:

"Coimbra empurra Governo para estudo de viabilidade para aeroporto criado de raiz na região Centro

Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra quer estrutura mais perto de Coimbra e não em Monte Real.
Governo vai estudar "uma solução viável para a implementação de um aeroporto na região Centro", anunciou hoje a Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra, após ter reunido no Ministério das Infraestruturas para debater o assunto.
Segundo a Agência Lusa, uma delegação da CIM Região de Coimbra reuniu-se hoje, em Lisboa, com representantes do Ministério das Infraestruturas e da Habitação, "para discutir a temática do aeroporto na região Centro" e reiterar "a necessidade" de uma infraestrutura deste tipo na zona, afirma a CIM, em nota.
Durante a reunião, "os representantes do Governo registaram as necessidades, apresentadas pelos autarcas, do reforço da capacidade aeroportuária na região Centro", refere a mesma nota, sublinhando que "ficou estabelecido que iriam ser avaliadas e estudadas as soluções com vista a encontrar uma solução viável para a implementação de um aeroporto" no Centro do País.
"Os autarcas reiteram a necessidade de se encontrar uma solução exequível", de modo a ser "incorporada no Plano Nacional de Investimentos 2030", conclui a CIM, que agrega 19 municípios e é presidida pelo presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, eleito pelo PS.
A reunião de hoje para discutir a localização e "construção de raiz" de um aeroporto na região Centro foi anunciada pelo presidente da Câmara de Coimbra, o socialista Manuel Machado, na segunda-feira.
Perante "a evidência de que [a Base Aérea de] Monte Real não é alternativa", tal como o aeródromo Bissaya Barreto, em Coimbra, Manuel Machado disse então que se estava a trabalhar para resolver a situação, defendendo a "construção de raiz" de um aeroporto.

Em tempo:

Perante isto, tudo indica que a CIM, de que é vice-presidente o presidente substituto da Figueira da Foz, se prestou a uma encenação, para o presidente de Coimbra, Dr. Manuel Machado, conseguir sair da embrulhada da anedota distrital de 2018, desde que na última campanha autárquica, o então candidato  do PS à Câmara de Coimbra, hoje de novo presidente, brindou os seus concidadãos com a promessa de um AEROPORTO INTERNACIONAL, no dizer de Manuel Machado, “investimento compatível com a escala do mercado que Coimbra e a REGIÃO CENTRO oferecem”!
Se não for para tentar minimizar os danos políticos como explicar toda esta trapalhada?

Sem comentários: