Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Na falta de clarividência sobrou o livre-arbítrio

Imagem via Diário as Beiras
Numa questão tão melindrosa e delicada como a morte, não se pretende que haja vencedores nem vencidos.
Porém, teria sido positivo e desejável que, em tempo oportuno, tivesse havido reflexão e diálogo argumentado.
Como o acto está consumado, deixo alguns pontos para reflectir.
1. As Festas de Santa Eulália, na freguesia de Ferreira-a-Nova, deveriam realizar-se no próximo sábado, dia 13.
2. Foram canceladas devido ao óbito do sogro da presidente da junta, Susana Monteiro, que ocorreu no passado dia 7.
3. O funeral realizou-se no dia seguinte, dia 8, segunda-feira passada.
4. Santa Eulália se não morreu, já conheceu melhores dias.
5. Por isso se fazem as festas, para lembrar e tentar dar alguma vida à Santa!
6. A meu ver, não deve ser, de modo algum, perturbada a paz dos mortos.
7. Não consigo, porém, deixar de achar estranho e despropositado este cancelamento das Festas de Santa Eulália.
8. Mais uma vez ficou provado que é  sempre a morte que incomoda a vida.
9. Neste caso concreto, salvo melhor opinião, não teria de ser assim.

Sem comentários: