quarta-feira, 17 de abril de 2019

A resposta do Ministro do Ambiente e Transição Energética a Ana Oliveira


3 comentários:

CeterisParibus disse...

Ou seja, o ministro debita umas quantas generalidades quanto à inexistência de uma solução permanente ( vai lá dizer isso aos Australianos! ) e até sabe onde fica o quinto molhe ( na "Cova da Gala " ), que tanto quanto sabe, está resolvidíssimo. Mais valia ter despachado a réplica para o secretário de estado que sabe da poda ( no pun intended ), e que até esteve cá uns tempitos ( 10 anos ), pelo que é capaz de ser uma belíssima ajuda a clarificar o xor ministro.
Tempos de merda caralhete, tempos de merda.

António Agostinho disse...

Tempos de merda, mesmo. Que vão continuar...

marta disse...

Tanta arrogância.................... bahhhhhh