.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Vazio, o drama da Figueira

Em Janeiro de 2018, olha-se para a classe política figueirense e interrogamo-nos:
Onde está uma ideia criadora? 
Onde está o nervo reformador? 
Quem será capaz de gerar uma vontade colectiva? 
Qual dos actores não é repetente nas promessas incumpridas? 
Onde está quem possa oferecer garantias de um golpe de asa?
Só há uma resposta:
Ninguém. Não existe ninguém.
É tudo um absoluto vazio. 
Um deserto estéril, onde nos procuramos entreter com jardins natal, jardins páscoa, festas de verão, passagem de ano e carnaval....
É este o drama da Figueira e do concelho.

Sem comentários: