.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Amanheceu mais um dia quente com alguma neblina, o que dá um certo ar de difusibilidade ao rio que vejo da minha janela. Confesso que me deixei ficar alguns instantes a seguir o romper do sol. Que agradável que é poder perder-me assim um pouco!..

"Nós por cá esperamos que a deriva litoral não nos atole nem soterre mais, permanecendo encalhados a hipotecar um desenvolvimento que não acontece ou que não vislumbramos tal é a neblina que muitas das vezes inebria a visão daqueles que nos governam!"

- Isabel Maranha Cardoso, via AS BEIRAS

2 comentários:

Anónimo disse...

É pena que a Isabel Msranha tenha optado por fazer crónicas politicamente correctas, com temas pouco ou nada polémicos e quase cimo o melhoral - nem bem, nem mal. Será o efeito inibidor do peso politico do marido? Quando apareceu como cronista nas Beiras, estávamos à espera de uma Isabel acutilante sobre os assuntos da pobre Figueira. Lamento dizer isto : -Muita parra e pouca uva. A crise desta terra até afecta as e os escrivas. Honra seja feita ao Mestre Agostinho, que foge da trela como o diabo da cruz. Que nunca lhe doa a mão que segura a pena.

Anónimo disse...

Mestre Agostinho não vai em cantigas o que é para dizer diz-se não importa se ficam ou não com azia.
Os interesses da região estão acima de tudo.
Que nunca lhe doam a ponta dos dedos na hora de teclar.