.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

domingo, 30 de novembro de 2014

Parabéns Pedro

foto Foz Mondego Rádio
Ontem estive lá. 
Sobre o evento, só me apetece escrever: tomem lá este primoroso naco de texto. 
Este bichinho da escrita e da poesia não é recente. Desde menino que me sinto preso a este mundo e não tenho vontade de lhe escapar. 
Lembro-me de ter um poema exposto na escola. Poema esse que se encontra emoldurado e que ainda hoje me intriga. Tinha dez anos e vivia entre dois mundos, os mesmo em que vivo ainda hoje - embora hoje já as maçãs estejam maduras e eu já as tenha provado e o céu por vezes se vista de cinzento. Lembro-me da minha primeira carta de amor ( ou de ódio ). No meu sétimo ano, fui rejeitado pela rapariga de quem gostava. Eis o impulso de escrever para ela. O bicho a puxar-me a mão para a caneta. Escrevi palavras de amor e de ódio. Palavras das quais hoje não me lembro. Mas, escrevi... Já nessa altura falava em amor. Não sabia o que era o amor. Imaginava. Ainda hoje não sei o que é o amor. Continuo a imaginar.”
Pedro Rodrigues, um jovem natural da Cova Gala, nascido a um de março de 1987, um puto que vi crescer e cuja escrita admiro desde 2010, lançou ontem o seu primeiro livro “Eu hei-de amar uma puta” no Casino Figueira”, com a presença de dezenas de pessoas.
Parabéns Pedro.
E olha que também tens muito jeito para o marketing... O título do primeiro livro ai está para o provar. 
Como viste, funciona perfeitamente e, a meu ver, é  primoroso...

Coisas que estou a aprender com os casos mediáticos dos políticos...

A televisão é um filtro, não mostra a realidade toda.
Mas, aquilo que exclui, existe...

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O advogado de Duarte Lima já anunciou que vai recorrer...

"Duarte Lima condenado a 10 anos de prisão".

Cavaco Silva...

... disse, no Dubai, que Portugal tem sol, mulheres bonitas, cavalos e aviões para vender!.. 
E, eu, não digo mais nada.

O estado a que chegámos na orla costeira a sul da barra do estuário do Mondego

foto Pedro Agostinho Cruz

Sócrates, aceita um conselho: «não mudes de advogado»...


A caminho do Natal...

A Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz realiza hoje, pelas 20H30, um baile de gala, no casino, com o mote “Vamos iluminar a Figueira”.
No evento, que tem apresentação de Cláudia Jacques, será homenageado o empresário Fernando Alves do Vale.
Boa! 
Como é que ainda não tinham pensado nisto?..

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

E a Figueira vai continuar do avesso ainda mais 3 anos?..

foto Foz do Mondego Rádio
Segunda à noite, se bem me lembro, choveu na Figueira.
Em plenário, a Concelhia da Figueira da Foz do Partido Socialista, reuniu militantes em plenário num hotel da cidade.
Falou-se do “Orçamento de Estado para 2015”.
O “Orçamento da Figueira para 2015”, vai ser uma das próximas descobertas do povo figueirense.
Entretanto, ao que li aqui, a reunião transformou-se numa “sessão de formação”, com Pedro Nuno Santos a explicar alguns “chavões” da Macroeconomia e conceitos económicos de suporte aos rácios que todos os dias surgem nos meios de comunicação social.
«Ficou claro que o caminho para a adesão à participação cívica passa pela proximidade das pessoas aos centros de decisão e aos conceitos de “gestão económica” do país», sublinha fonte da concelhia socialista.
O Partido Socialista da Figueira da Foz entende que «só com o envolvimento de todos é possível abrir um novo caminho para Portugal».
Espera-se que o executivo camarário figueirense - em especial o seu presidente - tenha anotado. Mais 3 anos é muito tempo - é capaz de ser mesmo muito tempo...

O cante é do Alentejo, o cante é de toda a gente

"Cinco minutos foi o tempo necessário para a UNESCO aprovar, esta manhã em Paris, a inscrição do cante alentejano na lista representativa do património cultural imaterial da humanidade. Paris ouviu os homens de Serpa."

aF236


Ai «cachopa», se queres ser bonita, arrebita, arrebita, arrebita...

Em tempo. 
É disto que o povo gosta!..

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Sombras do passado...


Mário Soares:
"Todo o PS está contra esta bandalhada"!..

Cada vez que passo pela Rua Fernando Tomás, verifico que alguma coisa está diferente...

"O trânsito na Figueira", uma crónica do eng. Daniel Santos.

Reuniões à porta fechada - não é muito fácil perceber com clareza o que se está a passar...

3 anos é muito tempo...
Espero que não aconteça o habitual: durante 3 anos a oposição e outras forças políticas, independentes e parte da opinião pública e publicada») nunca se conformaram com a decisão  e anda a protestar - neste caso, contra as reuniões à porta fechada. 
Depois, passados 3 anos, o executivo camarário suspende as reuniões à porta fechada.
A oposição e outras forças políticas, independentes e parte da opinião pública e publicada»), passados 3 anos, diz que o que andou a pedir durante 3 anos é eleitoralismo.
Se assim vier a acontecer, é óbvio que é.
É de aguardar, por conseguinte,  que a crónica da próxima terça feira do vereador PS e cronista do jornal AS BEIRAS António Tavares continue a dissertar sobre a oposição.
Eu não previ, em devido tempo, que a “coisa” ainda daria muito que falar e escrever?..

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Sem nada de mais importante que comentar sobre a Figueira, resolveu dissertar sobre a oposição!.. A cidade está como o país: a recuperar e cada vez melhor...

“Quem lidera afinal a oposição na Figueira da Foz?
O candidato derrotado à Câmara, o candidato derrotado à Junta, o apagado líder da concelhia, o desafiante provedor da misericórdia, o cronista de direita que, de costas para a cidade, critica o executivo camarário todos os sábados neste jornal?
Certamente que faltam, no rol enunciado, outros entusiastas da alternatividade à liderança do executivo, alguns, até, com experimentados e insidiosos dotes de saberem trabalhar nas penumbrosas trabuzanas da politiquice.
Parece-me é que, apesar do desafio saudável de cada um querer ser aquele que mais se destaca, peca-se pela repetição dos mesmos chavões, e já nos cansa estarmos sempre a ouvir o mesmo palanfrório.
É caso para dizer: vá lá, organizem-se!”


António Tavares, vereador PS e cronista do jornal AS BEIRAS

Não esqueçam que hoje é dia 25 de novembro...

"Comemora-se hoje o 39º aniversário do golpe militar da contra-revolução do 25 de Novembro de 1975, que pôs fim à influência da esquerda radical iniciada em Portugal com o golpe de estado da revolução do 25 de Abril de 1974, que tinha ditado o fim da ditadura. É um facto histórico e não uma opinião!

A contra-revolução do 25 de Novembro de 1975 teve 2 principais actores. Um político e um militar. Mário Soares e Ramalho Eanes. Mas Ramalho Eanes ficou com os principais louros da vitória pela liderança e pela elaboração do plano de operações do golpe militar, pois os louros da vitória militar transformaram-se rapidamente numa vitória política, levando-o mais tarde à Presidência da República. 


Este ano, as não-comemorações do 25 de Novembro são assombradas pelo fim anunciado do Partido Socrista, uma infeliz coincidência de datas, logo agora que assumia um renovado alento conquistador do desespero do povo Português, através das suas exímias capacidades como vendedor profissional de ilusões. 


A prisão preventiva de Sócrates é mais uma acha para a fogueira que queima em lume brando a imagem exterior de Portugal. 



Quem diria que 39 anos depois do início da normalização democrática em Portugal, estaríamos a assistir à prisão preventiva de um ex-Primeiro Ministro por corrupção, com outras figuras públicas e políticas na calha.
Este é o mais triste 25 de Novembro da história de Portugal. Afinal é esta a democracia que temos com políticos destes. Até parece que já basta de revoluções e contra-revoluções só porque ninguém quer depois comemorá-las!"

daqui

Pedro Rodrigues, um escritor covagalense, vai lançar "Eu hei-de amar uma puta"


Fica a pergunta...

imagem sacada daqui
Politicamente falando, neste momento, Sócrates é menos importante do que o PS...
E, no futuro, para o PS, Costa virá ainda a ser menos importante do que foi Seguro?...

Momento de humor?..



O problema é transferido sempre para sul... (II)


João Ataíde, conforme se pode ler, manifestou, na reunião do executivo de ontem, a sua preocupação em relação ao relatório efectuado pelo grupo de trabalho (composto por peritos em erosão costeira), que analisou a situação da costa portuguesa depois das intempéries do início deste ano, que causaram prejuízos elevados em várias regiões, nomeadamente no concelho da Figueira, especialmente a sul desta nossa barra, «por poder colocar em causa a viabilidade do porto comercial».
Registe-se a preocupação do presidente Ataíde de ontem. Vocês vão ver, que um dia, lá para Outubro de 2016, quando estivermos próximos das próximas autárquicas, a preocupação ainda vão ser as pessoas...
Recorde-se e registe-se, mais uma vez, que o prolongamento em 400 metros do molhe norte, obra considerada fundamental pela tutela e comunidade portuária, visou permitir a melhoria das condições de acessibilidade ao porto da Figueira da Foz. 
Recorde-se e registe-se o que aconteceu o ano passado nesta nossa barra, onde morreram 6 pessoas em acidentes.
Mas, será que alguém se preocupa verdadeiramente com as REPERCUSSÕES QUE MAIS 400 METROS NO MOLHE NORTE tiveram - e estão a ter - na zona costeira na margem a sul do Mondego.
Se há coisa com que lido mal é com acidentes no mar. Sou filho, neto e bisneto de pescadores, e estas tragédias tocam-me profundamente, até porque tenho antepassados que tiveram o mar como sepultura eterna.
Tal como o velho e experiente Manuel Luís Pata, pergunto-me... 
"Quantos falam do mar, sem o conhecer?"

Preventiva de Sócrates pode durar até março de 2018

É uma medida histórica. É a primeira vez que um ex-primeiro-ministro português fica em prisão preventiva enquanto aguarda pelo julgamento. O juiz Carlos Alexandre aplicou a medida de coação mais gravosa mas não explicou os fundamentos.

Alucinante...



Já estamos noutro dia.
Depois de um longo dia que vai ficar para a História - da Democracia e da Política no nosso País. 
Estas capas dos jornais hoje publicados já fazem parte da nossa História.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Será que, amanhã, vamos estar debaixo de água?...

"Pequena revisão" do submarino Arpão vai custar até 5,5 milhões"...

Ando com sentimentos divididos sobre a minha Aldeia, a minha Cidade e o meu País...

Apesar de gostar muito da minha Aldeia, de gostar muito da minha Cidade e de gostar muito do meu País, acho que tanto a minha Aldeia, a minha Cidade e o meu País estão a ficar cada vez mais uma miséria.

A draga que adernou no Portinho da Gala esta manhã ainda não flutuava...


foto António Agostinho
Ver aqui e aqui.

A detenção de Sócrates: "claro que não é uma coisa trivial" ...

Como escrevi ontem, “quem, ao longo dos anos, tem passado por aqui, tem conhecimento de que o meu apreço pela figura de José Sócrates é nulo.
Todavia, até o julgamento ter terminado, presumidamente, é inocente.”
Quem por aqui tem passado nos últimos três anos, sabe também que não simpatizo com Passos Coelho e a tralha que o tem acompanhado. 
No geral, não tenho apreço pela classe política que, ao longo dos últimos quarenta anos, tem sido escolhida por alguns portugueses para mandar em todos: não, por considerar que são todos corruptos, mas, por considerar – e os resultados assim o confirmam – que alguns portugueses nos tem entregue a todos, a incompetentes, irresponsáveis e medíocres. 
Todos sabemos que, como em tudo, até no futebol, o poder judicial tem demasiadas ligações à política e está excessivamente cheio de boys que devem as suas posições ao PS ou PSD. 
Já todos nos habituámos à ideia de que quando um partido acede ao poder, povoa as estruturas com pessoal da sua confiança política. 
Sócrates foi detido com câmaras de televisão a filmar. Alguém deve ter passado a informação, ou então, haverá alguém com poderes sobrenaturais lá para os lados de Carnaxide.
Ontem e hoje, os jornais e as televisões publicam vastas e detalhadas matérias sobre o caso. Pelo que li e vi, ontem e já hoje, certos jornais e algumas televisões aparentam ter muita informação. Alguém acredita que essa informação tenha sido obtida por investigações próprias desses jornais e televisões? 
Sócrates, neste momento, ao que ouço nas ruas e cafés da Aldeia, está acabado, politicamente morto e quase enterrado. Mesmo que no final deste processo não venha a ser condenado – o que não me admirava nada - só não estará politicamente morto se conseguir provar que existiu mão de «ciência oculta» para o tramar. 
Se não conseguir provar a cabala, está feito - com ou sem condenação final.
Registe-se, para memória futura, António Costa a sua circunstância e o compreensível embaraço que lhe criou a situação: terá sido por isso, que deixou escapar argumentação despropositada, mas reveladora do seu anti-comunismo visceral e primário, ao argumentar que o PS não adopta "práticas estalinistas"?..
Fica o registo, apenas para memória futura...

Absolutamente...

"Políticos não são todos iguais", disse Passos Coelho.

domingo, 23 de novembro de 2014

Uma frase para a história...

Esta pergunta foi feita por Paulo Portas:
"Quem é que cria mais postos de trabalho? O Bloco de Esquerda ou a Remax?"
Esta frase merece ficar na memória destes anos de lixo, juntamente com o “irrevogável” do mesmo autor, e de algumas outras de Passos Coelho sobre os “piegas” versus os empreendedores, ou o “ir para além da troika”, ou a “austeridade criadora”, ou o fabuloso conceito de “justiça geracional”, ou os saltos no palco do “jovem” comissário do Impulso Jovem que nunca deve ter percebido como é que acabou a sua nobre missão de explicar a inutilidade de saber história ou sequer de estudar...

João Soares, um verdadeiro filho do pai...

Este blogue está quase com 9 anos de vida. 
Quem, ao longo dos anos, tem passado por aqui, tem conhecimento de que o meu apreço pela figura de José Sócrates é nulo.
Todavia, até o julgamento ter terminado, presumidamente, é inocente.
Ponto final. 
Nunca estudei direito, mas sei que toda a gente é inocente até se provar cabalmente no tribunal competente a sua culpabilidade.
Por isso, considero uma parvoíce as afirmações do senhor João Soares sobre o assunto.
Afirmar que a prisão preventiva - uma detenção para interrogatório, que pode ser levantada a qualquer momento- só se justifica em crimes de sangue e que, além disso, tudo isto é apenas uma tentativa de humilhação de Sócrates, a meu ver, foi a mais falhada tentativa de defesa de Sócrates.
Mais: esta tentativa de transformar em perseguição política este processo, torna mais frágil e dramática a situação, desde logo nada invejável, do ex-primeiro ministro.
O dr. João Soares, ao que presumo, terá cursado Direito. Terá lido e estudado, portanto, o Código do Processo Penal.
Não sei se chegou a exercer advocacia, mas duma coisa tenho a certeza: não seria eu que lhe confiaria a minha defesa em qualquer caso em estivesse eventualmente envolvido...

Justiça - e chegámos ao estado do directo...

São oito e picos da manhã, e a  RTP Informação já está no terreno - nas instalações do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, em Moscavide, onde José Sócrates passou a noite -, para uma jovem repórter dizer que estão polícias à porta da garagem do edifício... 

Um pouco mais tarde, nova ligação para dizer que pelas 8 e 33  um pólo cinzento que tinha passado transportou Sócrates ao Campus da Justiça...

Confesso que estou cada vez mais preocupado.
Das duas uma - e já não há hipótese de retorno: ou Portugal tem um ex-Primeiro Ministro criminoso,  ou Portugal tem uma Justiça muito perigosa. 
Num caso ou noutro, somos nós que continuamos a perder...

X&Q1228


sábado, 22 de novembro de 2014

A outra margem, lá ao fundo...

foto António Agostinho

Uma pergunta feita em 2011 a Sócrates...

... aqui.

Caso José Socrates

Comunicado da PGR.

Portugal nas bocas do mundo, com «estórias» de um país menor

José Sócrates foi detido para interrogatório por alegada fraude fiscal

"O ex-primeiro-ministro socialista, José Sócrates, foi detido esta sexta-feira, confirmou a Procuradoria-Geral da República (PGR). O processo liderado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) está relacionado com suspeitas dos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção."
Via Observador

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Como diria Lavoisier nada se ganha, nada se perde, tudo se transforma e o que este governo tem feito não é enriquecer o país, mas, sim, promover a transferência de riqueza através da austeridade e, mais recentemente, através de esquemas e mecanismos que estimulam e promovem a corrupção...

"Um país pobre é aquele que em vez de produzir riqueza produz ricos".

"Em nome do bom senso", disse o Couto!

Segundo acabei de saber pelo Correio da Manhã, afinal a revogação da suspensão das subvenções foi suspensa...
O deputado social-democrata Couto dos Santos anunciou esta sexta-feira que "em nome do bom senso" os proponentes retiraram a proposta para o fim da suspensão das subvenções vitalícias a antigos políticos.
Se bem percebi, a solução para o Couto passou por definir e balizar o que é o bom senso. 
Chegados aqui, entrámos numa área tremendamente subjectiva. 
Quais foram os elementos que definiram objectivamente, hoje, o bom senso do Couto e do Lello que, ontem não existiam

Actual(lização):
"O PSD de Couto dos Santos já conhecemos há muito tempo, mas este PS de António Costa, José Lello e Isabel Moreira é de gargalhada. É assim que ficará para a História a tentativa de PS e PSD de reposição das subvenções acima dos dois mil euros para ex-titulares de cargos políticos. O recuo de última hora dos dois partidos, depois de uma espécie de ensaio de constituição de um novo Bloco Central, porventura ainda mais perigoso, deve ser um alerta para todos aqueles que estão ansiosos por eleições antecipadas ou não."

P. S. - António José Seguro deve estar a rebolar a rir.

A draga que estava a desassorear o Portinho da Gala adernou

foto António Agostinho

Isto não augura nada de bom para o futuro da democracia...

Uma pessoa acorda cedo, passa os olhos pelos jornais, liga a televisão para assistir à abertura dos telejornais matinais e duvida seriamente da sanidade mental do país.  
Hoje, então, é daqueles dias em que devia estar a milhas dos jornais, da rádio, das televisões e dos computadores, mas não consigo. 
Lamaçal, lodaçal, pântano, são palavras que assaltam a minha memória, mas, infelizmente, presumo que isto é só o prenúncio do que há-de vir.  
Espantoso país o nosso. 
Hoje não devia pensar nisso, mas não consigo.  
Há uma espécie de náusea no ar.  
Oxalá me engane, mas desconfio que António Costa - apesar da boa imprensa - vai ser um dos maiores flops da política portuguesa. 
Alguém entende que António Costa tenha deixado que o PS se tivesse envolvido de novo nesta história ridícula das subvenções vitalícias?
A lei da vergonha de todos os que a assinaram em 1984 (na vigência de um Governo do Bloco Central, lembram-se?) teve mais um capítulo. 
De novo o Bloco Central dos interesses, ao arrepio de tudo o que tem a ver com ética republicana, seja lá isso o que for, à moral e aos bons costumes, ou à simples dignidade política e humana. 
Que deputados como o Couto e o Lello tenham tido a coragem de propor essa medida achei natural... Mas, que muitos outros tenham ido na onda, esquecendo tudo o que foram aprovando nos últimos anos, é algo que me escapa. 
Do lado do PSD e CDS, presumo que sabemos que podemos esperar tudo e o seu contrário. Agora dos paladinos da esquerda e da verdade do PS, registe-se o facto. Para os que ainda não tinham percebido, espero que tenham dado conta que António Costa ficou sem máscara...
Está em curso a "continuação da apagada e vil tristeza do «nosso» fado", o próximo filme de ficção nacional a exibir em todo o país ...

Vistos Gold

"A empresa do filho da secretária-geral da Justiça, Flowmotion, recebe mensalmente desde 2008 mais de 1500 euros do Instituto dos Registos e Notariado (IRN) por consultoria. A empresa de Bruno Anes é um dos alvos da Polícia Judiciária no âmbito da Operação Labirinto, que investiga uma alegada teia de atribuição de vistos gold mediante pagamentos a responsáveis com poder de decisão."

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Voto útil

Quando toca a pilim para o bolso,  PS e PSD estão de acordo...
O CDS absteve-se.
É uma espécie de União Nacional.
A Bem da Nação! 
A proposta foi apresentada pelos deputados Couto dos Santos (PSD) e José Lello (PS). 
Só PCP e BE votaram contra.

"E a esquerda social democrata que apoia António Costa só sabe gritar que Passos Coelho é pior, tipo gosto mais que me batam com chicote do que com cinto..."

Na revolta da Maria da Fonte chamavam a este saque todo “papeletas da ladroeira”...
Raquel Varela

Que espectáculo!..

Paulo Núncio, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, e Eduardo Cabrita, deputado do PS, disputaram um microfone na Comissão de Orçamento e Finanças. 
Eduardo Cabrita, que também preside à comissão parlamentar, não deixou falar, por várias vezes, o governante, esta quarta-feira.
Vejam o vídeo, clicando aqui.

Sempre a puta da política! E a prova são as decisões dos defensores da dama que lhes deu o emprego e que se chama poder...

"Durante a campanha à freguesia de Buarcos, fomos impedidos de apresentar a candidatura no espaço do CAE por ser uma atividade político-partidária.
Tal como na Casa dos Segredos, não se pode debater política numa casa de arte e cultura, ambas fortemente embebidas de política nas suas múltiplas representações. 
Consta que o regulamento da câmara impede realizações político-partidárias em certos espaços públicos, os mesmos espaços utilizados por eleitos camarários para actividades
cheias de conteúdo político e que promovem os próprios eleitos."

Há mais Clubes de futebol, há décadas, a fazer formação desportiva no concelho...

foto outra margem
Para o passado dia 12, faz hoje 8 dias, esteve prevista uma manifestação de dirigentes, seccionistas, atletas e familiares da Naval frente à Câmara... 
A concentração de navalistas junto à Câmara Municipal da Figueira da Foz acabou por ser desconvocada, pois «a autarquia terá mostrado abertura para analisar a contra-proposta do Futebol de Formação da Naval no que respeita à distribuição de tempos de utilização do campo sintético no complexo do Estádio Municipal Bento Pessoa.» 
Como sabemos, há mais Clubes a fazer formação desportiva na modalidade de futebol no concelho. Entre eles está o Grupo Desportivo Cova-Gala, que não não precisa de provar nada, pois o trabalho desenvolvido ao longo dos 37 anos da sua existência falam por si. 
Como entendo que a solução encontrada deve ter a ver também com eles, quando é que o vereador Carlos Monteiro clarifica a situação de uma vez por todas? 
A política, como sabemos, é «o homem e a as suas circunstâncias»
É urgente, para quem se interessa e tem trabalho com frutos para apresentar a nível de formação desportiva no nosso concelho, em décadas de dedicação, conhecer as soluções reais  que a Câmara figueirense tem para este sector. Isso, faz parte integrante da relação de confiança e respeito que tem de existir entre a Câmara Municipal e as Colectividades. 
O «resto», até pode ser muito bom, mas, a confiança e o respeito  contam...

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Sejamos simples, directos e concisos...

Funcionários públicos: uns são honestos... Já outros, nem tanto...

Carlos do Carmo: parabéns

A confraria infanto-juvenil do vinho do Dão

"A notícia saiu no Diário de Viseu. Os infantes entre os 7 e os 12 anos vão ter a sua confraria do tintol. Suponho que aos petizes estão destinados, numa primeira fase, brindes com groselha ou sumo de morango, embora esta suposição comece a ser arriscada e o escalão seguinte, dos 12 em diante, certamente já pode gritar vai acima, vai abaixo, para gáudio da populaça.
Portugal é um dos países do mundo onde mais se morre com álcool, ou pelo álcool.
Mas o vinho faz parte da identidade nacional salazarista, já deu de comer a 1 milhão de portugueses; as sopas de cavalo cansado lá foram abandonando a dieta matinal da pequenada mas a nossa droga oficial soma e segue, não seja ela um dos símbolos fundadores do nosso cristianismo, haja negócio.
A iniciativa é da Câmara Municipal de Viseu, a qual em breve será gestora de todas as escolas do município.
E não digo mais nada, ou quase mais nada: um pipo cheio pelos cornos abaixo do filhodaputa que teve a ideia era pouco. Espero que tenha filhos, e um morra na estrada atropelado por um bêbado, a morte de um filho é a dor maior. Era só isto."
Via Aventar

Para acabar de vez com os boatos...


Eu, além de política, também não percebo nada de futebol.
Porém, hoje, dia 19 de novembro do ano da graça de dois mil e catorze, asseguro a vossas excelências: não só a equipa de todos nós não é lá grande espingarda, como Quaresma tem lugar garantidíssimo nela...

A confirmar-se esta notícia extraordinária, confirma-se que a aparência e a imagem, já tomaram há muito o lugar da essência, neste governo...


O problema da Figueira...


O problema da Figueira, não é o orçamento para 2015 e a sua circunstância. 
O problema da Figueira vem de trás... 
Nessa altura, a caravana passou e os cães aplaudiram. 
O verdadeiro problema da Figueira, é que nada mudou... 
A caravana continua a passar e os cães continuam a aplaudir.
O problema da Figueira,  é que somos um concelho constituído, na grande maioria, por indiferentes e resignados.
Portanto, somos governados com a indiferença que merecemos. 
É este o preço que andamos a pagar há décadas.
É este o preço que vamos continuar a pagar, enquanto permitirmos, com toda a indiferença, que o concelho decida o verdadeiramente importante em reuniões à porta fechada.
É este o preço que vamos continuar a pagar, enquanto permitirmos, com toda a indiferença, que exista um hospital dentro de um parque de estacionamento. 
Os programas eleitorais dos partidos, servem só para enganar eleitores antes das eleições... 
Programas eleitorais, aliás, é o que mais fácil de fazer existe. 
Passam os anos, passam as eleições e os eleitores continuam a cair como patinhos. 
Na Figueira, nem foi preciso arranjar alguém com a voz bem colocada.
Aos eleitores locais bastou um sorriso empático...

Não é preciso ser particularmente revolucionário para perceber que a corrupção é um dado permanente deste regime que expulsou o povo da democracia....

«A corrupção em Portugal não acontece porque há alguns vígaros que prevaricam; existe e prospera porque há gente que se apropriou indevidamente da democracia e do Estado».
Nuno Ramos de Almeida no I.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Coisas sólidas e verdadeiras

"O leitor que, à semelhança do de O'Neill, me pede a crónica que já traz engatilhada perdoar-me-á que, por uma vez, me deite no divã: estou farto de política! Eu sei que tudo é política, que, como diz Szymborska, "mesmo caminhando contra o vento/ dás passos políticos/ sobre solo político". Mas estou farto de Passos Coelho, de Seguro, de Portas, de todos eles, da 'troika', do défice, da crise, de editoriais, de analistas! 

Por isso, decidi hoje falar de algo realmente importante: nasceram três melros na trepadeira do muro do meu quintal. Já suspeitávamos que alguma coisa estivesse para acontecer pois os gatos ficavam horas na marquise olhando lá para fora, atentos à inusitada actividade junto do muro e fugindo em correria para o interior da casa sempre que o melro macho, sentindo as crias ameaçadas, descia sobre eles em voo picado.


Agora os nossos novos vizinhos já voam. Fico a vê-los ir e vir, procurando laboriosamente comida, os olhos negros e brilhantes pesquisando o vasto mundo do quintal ou, se calha de sentirem que os observamos, fitando-nos com curiosidade, a cabeça ligeiramente de lado, como se se perguntassem: "E estes, quem serão?" Em breve nos abandonarão e procurarão outro território para a sua jovem e vibrante existência. E eu tenho uma certeza: não, nem tudo é política; a política é só uma ínfima parte, a menos sólida e menos veemente, daquilo a que chamamos impropriamente vida."


Esta é uma crónica de Manuel António Pina.
Nasceu em 18 de Novembro de 1943, faria hoje 71 anos.
Coisas sólidas e verdadeiras, foi a penúltima crónica que publicou no Jornal de Notícias.
Tal aconteceu no dia 1 de Agosto de 2012.
A última foi Vêm aí os turbomédicos, dois dias depois - em 3 de Agosto de 21012.

Vistos Gold barra CDS-PP

"Miguel Macedo saiu da pasta da Administração Interna por causa dos Vistos Gold, mas o escândalo não afectou João Almeida, o então seu secretário de Estado que tinha a tutela do SEF, pois vai permanecer no Governo com as mesmas funções como se nada se tivesse passado. À luz dos factos públicos, para já, as explicações de Paulo Portas têm cada vez mais interesse."

daqui

Aconselha-se a leitura...

Os membros da coligação Somos Figueira, na Assembleia de Freguesia de Buarcos, decidiram canalizar o dinheiro das senhas de presença nas reuniões para a publicação de uma newsletter de distribuição gratuita que, segundo o líder da bancada e candidato derrotado nas últimas eleições, Carlos Tenreiro, pretende «prestar contas do trabalho desenvolvido e concretizar a aproximação entre eleitos e eleitores». Com uma tiragem de 3.000 exemplares, a publicação, que «deverá ser anual», dá também à estampa aquelas que têm sido as críticas recorrentes da coligação à actuação do executivo liderado pelo socialista José Esteves, em questões que vão do «asseio e cuidado de toda a freguesia», que agora compreende também a extinta S. Julião. 
Via Foz do Mondego Rádio. Para continuar a ler clicar aqui.

Verborragia

A propósito da presença do ministro Poiares Maduro, num encontro da federação de confrarias, fica a publicidade à excruciante crónica do vereador Tavares publicada no jornal AS BEIRAS, que aborda a venerável latria à boa mesa e passa pelo protocolo do venusto convívio!..
Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras.
Eu, que não passo de um simples de espírito, entendo que o bom, é ser inteligente e culto e não entender.
É uma benção estranha, assim como ter loucura sem ser doido, é um desinteresse manso, é uma doçura de burrice.
Acredito, porém, que de vez em quando, há-de vir a inquietação de querer entender um pouco. Não demais: mas, pelo menos, entender o que não se entende...
Não esqueçam, porém, nas Beiras, à terça-feira, a parada semanal de vaidade, onde tudo é programado, escrito e pensado, até o enquadramento, para dar uma imagem de naturalidade.
Pode não se gostar de algumas crónicas do também vereador PS. Pode, sobretudo, criticar-se o estilo, por vezes, demasiado pedante. Contudo, António Tavares é, sem dúvida, um escritor extraordinário.
Leiam.

Viver...

Cito Agustina Bessa-Luís: 
"Eu não me levo muito a sério. É a melhor maneira de viver. Aquele que se leva a sério está sempre numa situação de inferioridade perante a vida."                                                                          
Também nunca me me levei muito a sério. 
Se tivesse levado, penso que a minha vida deixaria de ter metade da piada que para mim tem tido, pois tinha corrido o sério risco de serem os acontecimentos a tomarem conta de mim. 
E eu nunca gostei que tomassem conta de mim. Gosto de ser eu a fazê-lo, mesmo que nem sempre o tenha feito da melhor forma. 
Mas, isso, pode acontecer a todos... 
Passados anos, mesmo naquilo que não terá corrido pelo melhor, penso que poderia ter corrido ainda bem pior. 
Os percalços e as asneiras fazem parte da vida.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Belmonte, para além da telenovela...

imagem sacada daqui
Considerada, a partir de finais do século XIX, um paraíso sobretudo para turistas espanhóis, a Figueira, da altura, tinha nas actividades ligadas ao mar a sua fonte de sustentação - além da actividade turística, tinha a pesca, a indústria conserveira e a exploração das salinas. 
No interior do concelho a agricultura de subsistência e a pecuária ajudavam a dimensionar o escasso orçamento familiar.
Aos poucos, a Figueira começou, graças às suas excelentes condições naturais e climáticas, a entrar no roteiro de viajantes e turistas. À nossa dimensão, começaram a surgir hotéis, pensões e o Casino, e a Figueira vai percebendo que o turismo é uma actividade com retorno económico.
Aqui, para nossa desgraça, tivemos, porventura o primeiro erro histórico: a Figueira deixou, desde muito cedo, que fosse o turismo a ditar o desenvolvimento e não o desenvolvimento do concelho e da região a potenciar a actividade turística.
A Figueira quis ser uma cidade da moda e foram-se copiando alguns dos piores exemplos em matéria de urbanismo e ordenamento do território.
Locais, como nos últimos anos a minha Aldeia, Murtinheira e Buarcos, para além da cidade, ficaram transformados em autênticas urbes sem qualidade e esteticamente reprováveis. Começa a surgir a venda de apartamentos, a construção civil torna-se na segunda ou terceira actividade da região.
Foi a partir da década de 80 do século passado que se cometeram os maiores atentados na sustentabilidade do meio ambiente na cidade e no concelho.
Em 1997, quando Santana Lopes chegou à Figueira, já o declínio da cidade era evidente.
Com custos terríveis para a Figueira, em termos de endividamento camarário, promoveu algumas iniciativas que, depois, os amigos da comunicação social nacional promoviam até à exaustão, o que marcou uma viragem na forma de encarar o turismo e acabou por dar uma imagem falsa – a de que Santana tinha vindo colocar de novo a Figueira na moda.
Foi o segundo erro histórico cometido na Figueira.
E chegámos até aqui: ao retorno ao turista português e a Belmonte...

A dignidade, no fundo, resume-se a isto: a elegância possível no fim de uma cena inglória...


Segundo o Correio da Manhã, “reuniões suspeitas tramaram o ministro Miguel Macedo. Foi com António Figueiredo a Espanha falar do caso longe da PJ; reuniu-se com chinês, agora preso, e pediu bilhetes da Champions para o mesmo.”
Já o jornal i escreve que “Miguel Macedo estava cercado pela suspeita judicial em torno dos seus amigos, conhecidos e tutelados: António Figueiredo, o presidente do Instituto de Registos e Notariado, detido na quinta-feira como um dos principais suspeitos da investigação, era seu amigo e homem da sua confiança política - ao ponto de o ter convidado para seu secretário de Estado quando Filipe Lobo d'Ávila saiu do governo. O convite foi recusado.
Se se juntar a tutela do SIS - cujo director foi fotografado em acção de vigilância da PJ junto do escritório de António Figueiredo - a situação de Macedo era explosiva. E o ex-ministro também conhecia José Luciano - antigo número dois do SIS que agora, a partir de Macau, trabalha para o governo chinês, e tinha sido sócio de Figueiredo num escritório de advogados. José Luciano era padrinho de casamento de Ana Figueiredo, filha de António Figueiredo que era sócia, com o marido, da Golden Vista, empresa que está na origem do escândalo dos vistos gold. Era demasiado para um homem só, mesmo num governo onde o primeiro-ministro, por costume, não aceita demissões.”
Pelos vistos, para os lados do Governo, finou-se a réstia de dignidade que ainda por lá existia...

A propósito das reuniões à porta fechada na Câmara da Figueira... (III)

Em tempo.
Eu não previ, em devido tempo, que a “coisa” ainda daria muito que falar e escrever?.. 

Isto é grave, muito grave mesmo, mas, mas não surpreendente...

Quem tenha estado atento ao percurso político recente de Ferro Rodrigues, fica a conhecer muito acerca da natureza humana e do desplante, desfaçatez e cinismo que anda à solta na política em Portugal! 
Ferro Rodrigues em entrevista ao Público de ontem. 
"Nós não sabemos o que vai acontecer à esquerda «entre aspas» – digo sempre «entre aspas» porque não acho que haja forças mais à esquerda que o PS."
Em matéria de princípios estamos conversados... 
Como diz o povo, quem com ferro tenta matar com ferro vai morrer!