.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

PEDRO CRUZ: “Nunca vou esquecer a primeira foto que vi publicada num jornal”...

Pedro Agostinho Cruz, como sabem os leitores deste Outra Margem, é um velho conhecido meu, apesar de ter nascido em 1987 na Cova-Gala, freguesia de São Pedro, onde ainda hoje reside.
Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior, tem imagens publicadas em vários órgãos de comunicação social locais, regionais e nacionais. Colabora regularmente com as mais diversas publicações.
Hoje, tive oportunidade de ler uma entrevista que deu ao Figueira na Hora.
O Jorge Lemos - que para além de um ser humano de excepção e um Amigo do Pedro, é um competente jornalista - sacou uma bela e interessante conversa informal ao Pedro - e logo ao Pedro, que gosta mais de ouvir do que falar!.. - que passou para prosa e publicou no seu espaço na internet.
A entrevista pode ser lida na íntegra aqui
Relevo, com a devida vénia, dois pormenores: a abertura e o final.
"Quando e de que forma nasceu este gosto, esta paixão pela fotografia", pergunta para início da conversa o Jorge Lemos...
Eis a resposta do Pedro, que me deixou ao mesmo tempo feliz e preocupado:
"Essa é a pergunta que faço a mim próprio todos os dias… Não consigo responder concretamente a essa questão.
Mas, comecei a ver a fotografia com outros olhos quando fui convidado pelo meu tio António Agostinho a colaborar com o blog dele, o «Outra Margem». Quando dei por mim estava a colaborar com jornais locais e regionais. Foi um processo que surgiu naturalmente." 
E  a terminar, pergunta o Jorge: "tens ideia de qual poderia vir a ser a “tal” foto da tua vida? Aquela que gostarias de estar no sítio e tempo certos?"
Respondeu no fim desta conversa informal (que o Jorge Lemos transpôs para o Figueira na Hora) o Pedro Agostinho Cruzacima de tudo um fotojornalista.
"Amanhã falamos disso…" 

Sem comentários: