quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Na Aldeia... (XXXV)

Errar é humano. 
Aliás, gente sem chefe é, apenas, um miserável rebanho de carneiros. Domingo, pouco depois das 20 horas, vão perceber porquê...
Entretanto, posso adiantar que, para gáudio da "direita" figueirense, vossas excelências deram protagonismo a uma borrasca aldeã, tipicamente "shakespeareana", no PS. 
Alguns PS´s figueirenses - quase todos - ainda há um ano abominavam efusivamente vossas excelências. 
Recordo - e as palavras não são minhas, mas do vereador Somos Figueira Miguel Almeida.
"Muitos daqueles que nas últimas autárquicas integraram a Lista Independente de São Pedro (LISP), fazem agora parte da lista do PS e foram extraordinariamente elogiados pela concelhia socialista, certamente num acesso de amnésia e incoerência. O Partido Socialista vem agora elogiar gente e parte de um passado que nunca apoiou e que criticou de forma aguerrida e contundente, tanto quando a LISP foi poder, como na campanha para as autárquicas de 2013, há menos de um ano. Frise-se «há menos de um ano»."
Eu, digo que é por uma simples razão, também ela muito "shakespeareana": calculismo
Ataíde integrou e absorveu, ao ritmo dele - e contra a sofreguidão de muita gente que ainda não percebeu o que se passa na Figueira -, o passado, ainda recente do PS, no seu presente
Portugal - o João, registe-se - dificilmente conseguirá travar a rápida ultrapassagem deste presente do PS figueirense. 
Mas, como é óbvio, também Ataíde, que ainda para mais não é um mito, não vai conseguir transformar em melhor o que não presta - esta lista que o PS apresenta às intercalares de S. Pedro no próximo domingo.

4 comentários:

Anónimo disse...

hahahahahaha publicidade no blog da campanha com foto e tudo? estás a virar fazes bem.
Abraço camarada

Antonio Agostinho disse...

Então?..
Se não fosse assim onde ficava a democracia, meu caro anónimo!..
Por aqui, não é a Aldeia, como pretendem, governada por representantes de interesses às escancaras, gente medíocre, gente que não tem virtudes públicas – pois quanto ás privadas nem me pronúncio e nem me interessam para nada... - que, alegadamente, se denominam elites, e pronunciam, com ar sonso, banalidades e oximoros, sem sequer se darem conta que estão em pelota e que já não há botox que disfarce a nudez canhestra e desagradável à vista...
Por aqui, como dá para ver, há Democracia...
Dúvidas há?..

Anónimo disse...

Caro amigo quanto a essa democracia nunca tive duvida.

Antonio Agostinho disse...

... ainda bem.