terça-feira, 2 de maio de 2006

Saiu o número 1 de “O FALA BARATO” , o jornal da Cova-Gala

Já está nas bancas “O FALA BARATO”, “o jornal de todos...para unir as pessoas...da Freguesia de S. Pedro”.
No Editorial desta primeira edição, onde os mentores desta iniciativa explicam o que querem com este projecto, pode ler-se a determinado ponto: “pretendemos trazer informações e também um pouco da história da Cova-Gala”. Mais adiante, os jovens que dão corpo a esta ideia, interrogam-se: “enquanto outras Freguesias estão a evoluir, nós evoluímos como? Será que estamos a tornarmo-nos o maior “DORMITÓRIO” da Figueira da Foz?”.
Eles próprios, de forma peremptória dão resposta: “Nós não queremos isso...”
O grupo que arrancou com esta iniciativa, tem a seguinte estrutura:

Director Geral - Pedro Fernandes
Directora Adjunta - Diana Silveirinha
Tesoureiro - Emanuel Mano
Director de Informação - José Manata
Directora de Ambiente - Anabela Sardo
Director Informático - António Carlos
Directora Artística - Sofia Fernandes
Directora Adj. Artística - Rosalina Soares
Director de Música - António José Pata
Director Adj. Música - Rui Pereira
Directora de Actualidades - Ivone
Directora Adj. Actualidades - Liliana Pimentel
Director de Desporto - Vítor Rodrigues
Caricaturista - Victor Bertier


É esta a equipa que trouxe o projecto à luz do dia.
Outra Margem
, sauda com amizade e felicita os jovens que estão a dar corpo a esta ideia.
Força, “o futuro está ao vosso alcance”. Mas “é preciso trabalhar para alcançar os objectivos”.
O jornalismo é uma coisa muito séria.
O jornalista tem de escrever com liberdade, vigiar os políticos e mantê-los na agenda.
E isso não é fácil...

4 comentários:

mondego disse...

É assim mesmo á que divulgar e abraçar este jovens…
Esperamos que não desiludam.
Parabéns pelo vosso blog .

Pardal disse...

Os putos têm muito que dar ao pedal.... vamos lá ver se pedalam por eles mesmos.... vamos confiar nesta malta...convém é ter mais cuidado com a língua de Fernando Pessoa de quem parece eles gostarem... bom sinal miúdos.

Anónimo disse...

força míudos...

Jorge w disse...

............
quand tu seras ému devant leur joie de vivre
Devant leur soif d'amour quand tu auras pleuré
Pour un Alain-Fournier vivant le temps d'un livre
Ou bien pour Guy Moquet mourant au temps d'aimer
Le temps d'aimer se perd le temps est ce qui passe
Le temps est ce qui meut l'espoir est ce qui nait
Regarde ces garçons ces filles qui s'embrassent
Il va naitre pour eux le temps qui tu voulais

Alors tu aimeras alors tu salueras
La jeunesse, la jeunesse, la jeunesse

(Georges Coulonges, 1964)
(Extrato de um poema musicado e interpretado por Jean Ferat=