Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

segunda-feira, 8 de maio de 2006

Que grande manifestação!...





Que grande manifestação !..
Foi real a multidão.
Foram mil?.. Três mil?..
Foram quantos?!..
Foram tantos...tantos...tantos...

Caminharam com vontade
A avisar para a verdade.
Os olhos que viram são reais
Mas é preciso mais !..

Está dado o primeiro passo!...
Cuidado com o cansaço...
Para a Maternidade não fechar
Há que lutar... lutar... lutar ...

Foi uma manhã diferente.
Era tanta, tanta gente!..
A lutar pela maneira...
De se continuar a “nascer na Figueira”!

Senti a Figueira pulsar!..
Senti a Figueira acordar!..
Senti a luta crescer!...
Senti a Figueira querer!..
Viver...viver... viver!..

3 comentários:

Anónimo disse...

é assim mesmo...

Anónimo disse...

belo poema
parabéns pelo exelente trabalho...
um abraço

Anónimo disse...

Ah, grande poeta...