"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

domingo, 18 de julho de 2021

A Figueira foi arrastada para o fundo. Precisa de salvadores? Sim – mas, nadadores...

Ontem e hoje tem estado na Figueira um tempo estranho para o mês de Julho. 
O sol fugiu. O céu está nublado. 
Isso não quer, porém, dizer que a temperatura não esteja agradável e haja um intenso nevoeiro. 

Figueira: tenho 67 anos anos e tu por vezes fazes-me sentir como se tivesse oitocentos...

É verdade que a Figueira (a cidade e o concelho) está em mau estado de conservação. 
A qualidade de vida da maioria dos figueirenses anda pelas ruas da amargura. No meio da ruína em que actualmente nos encontramos, tinha de aparecer o traço comum sempre que existem desgraças: o sebastianismo. 
Esperar sempre que alguém resolva os nossos problemas. Continuamos há 800 anos à espera do D. Sebastião. Em vez de como comunidade nos organizarmos, passivamente esperamos que uma personagem de ficção nos resolva o problema. 
Neste momento, mais do que nunca a Figueira precisa de uma cidadania activa. Ser a comunidade (nós todos) a "fazer" e a "exigir que se faça" a quem venha a ter o poder para tal. 
Resta saber se, como comunidade, ainda teremos a capacidade de criticar, agir e exigir, ou se continuamos no registo amorfo, triste, imobilista, individualista e do "deixa andar" com que nos temos deixado arrastar para o fundo do mar. 
A Figueira precisa de salvadores? 
Sim – mas nadadores.

Sem comentários: