"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Ainda bem que na Santa Casa da Misericórdia há o euromilhões e o totoloto...

Via TVI24 - 2004-07-23


"A obra é anunciada, e concretizada, mas os fornecedores ficam com as facturas por liquidar, refere o Jornal A Capital.

Segundo o mesmo, na Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes deixou uma dívida de 105,8 milhões de euros a fornecedores. Apesar da vereadora das Finanças (que transitou para o Executivo agora liderado por Carmona Rodrigues) admitir apenas um montante de 88 milhões.

Na Figueira da Foz, «deixou um passivo de 60 milhões de euros», de acordo com o vereador figueirense, José Iglésias. Fundou duas empresas municipais, e as duas deram prejuízo. O caso mais falado na altura foi o da empresa Grande Turismo, onde Santana deixou cinco milhões de euros a menos.

Saraiva Santos foi o vereador das Finanças que recebeu as contas de Santana na Figueira. «Tive uma surpresa muito desagradável, fui descobrindo várias contas que tinham ficado por pagar», adianta o vereador do PSD, que entretanto se desentendeu com o actual presidente da autarquia da Figueira e saiu.

«Por três vezes correu-se o risco de rotura de tesouraria e foi preciso negociar imediatamente empréstimos no valor total de 20 milhões de euros», afirma Saraiva Santos. Pedro Santana Lopes deixou «várias obras paradas, por falta de pagamento aos fornecedores», lembra o ex-vereador."

1 comentário:

marta disse...

Compreendo que este é o seu espaço e o senhor publica o que bem entende. Tinha consideração por si e sempre segui com atenção as suas publicações, muitas vezes concordando, outras nem tanto, mas sempre considerei o seu blog útil à nossa sociedade e comunidade. Fiquei muito desiludida ao perceber que não publicou o meu comentário, quando eu lhe chamava a atenção com factos contra os seus argumentos simplesmente porque o senhor não concorda. Não é jornalista bem sei, e tem a sua opinião e as suas convicções, mas publica as noticias de forma enviesada para que as pessoas o sigam nesse sentido.
Não precisa de publicar este também, era só mesmo para chegar a si.