.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Perder...

Não sou agarrado a nada.
Porém, das raras coisas que gostaria de nunca perder, seria o interesse por viver...
Por experiência própria, posso garantir que, por vezes, a forma mais fácil de começar de novo é, precisamente, continuar a partir  do nada.
Como não se tem nada a perder, ou deixamo-nos agarrar pelo maior dos desânimos, e vamos pelo cano abaixo,  ou apanhamos a maior das forças, e damos o salto.
O que não nos mata, fortalece-nos.
Sobre perder gente que pensava que era minha amiga...
De facto e no fundo, foi essa gente quem me perdeu.
Não lamento.
Tem vantagens ser doutro tempo: quando perco o controle, levanto-me do sofá e mudo de canal.
Manualmente. Eu sou assim...

Sem comentários: