.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

sábado, 15 de setembro de 2018

Figueira Beach Sports City

Via AS BEIRAS
Nota de rodapé.
Requerimento apresentado sobre este assunto, por Ricardo Silva, Vereador PSD, ontem, na reunião de Câmara.

"A Câmara Municipal da Figueira da Foz, liderada há 9 anos pelo Dr. João Ataíde, e com Dr. Carlos Monteiro responsável pelo pelouro do Desporto, desde 2013, já gastou em ajustes diretos 193.530,00 €. No âmbito do Projeto Sport Beach City, sem contabilizar os equipamentos que foram adquiridos e toda a logística relacionada com os eventos.

A empresa de Coimbra, DoctorSport, Lda foi contratada pela Câmara Municipal, sem concurso público, sendo o objetivo dessa contratação a, “ Concessão, Organização, desenvolvimento e realização de eventos desportivos de praia, no âmbito do projeto “ Figueira Beach Summer Games.”; os contratos já totalizaram os 141 mil euros.

Além disso, Câmara tem vindo a efetuar, contratação de prestações de serviços em regime de avença com 4 técnicos, para o “Secretariado técnico das diversas áreas de desenvolvimento e implementação do projeto Figueira Beach Sports City” ( 2 técnicos com contratação anual, 2 técnicos em tempo sazonal); desde 2016 o valor gasto em avenças, foi de 52,5 mil euros.

A Câmara Municipal da Figueira da Foz, está recrutar recursos humanos para fazer o trabalho que contratualizou com a empresa DoctorSport, Lda.

Existindo dois técnicos contratados o ano inteiro com total isenção de horário!

Um dos referidos técnicos, que não está a tempo inteiro, é o Presidente da Associação Desportiva de Buarcos 2017, sendo inadmissível ter chegar do conhecimento público que este técnico durante os eventos de 2017, dizia em voz alta e vangloriava-se que era pago pela Câmara para não fazer nada!!.....

Já em 2018 partilhou no facebook a agradecer o apoio da Câmara e a todos os patrocinadores do torneio Hugo Almeida. O evento não é organizado pela Câmara Municipal?

Este técnico, sem regime laboral em dois anos recebeu da autarquia 9.6000 euros!

Relativamente ao coordenador do Projeto “Figueira Beach Sports City”, tal não deixa de ser caricato, uma vez que foi o sócio fundador da empresa DoctorSport, Lda.

Desde 2016 este técnico, recebeu da Autarquia 36 mil euros.

Pelo exposto, venho requerer o seguinte:

1. Qual a função da empresa DoctorSport, Lda e que relatórios produz?

2. Será que os quadros técnicos da Câmara não têm competência para executar esta tarefa?

3. Será que no Concelho não existem clubes com capacidade, para organizar estes eventos?

4. Quem recebe os apoios e publicitários dos patrocinadores dos eventos?

5. No âmbito “Projeto Figueira Beach Sports City”
Qual a relação com o “projeto” a Associação sem fins lucrativos “ Espírito de Desafios- Associação”, fundada pelos atuais sócios da empresa DoctorSport, Lda?

6. Qual foi a razão de não terem sido publicados no Portal “ Ajustes Diretos” os contratos da Câmara Municipal com o técnico Rui Loureiro?

7. Solicito a apresentação de todos os custos relacionados ao “Projeto Figueira Beach Sports City”

8. De quem foi a responsabilidade, aquando do torneio Rubby de Praia, de uma centena de refeições terem sido colocadas no lixo? Quem pagou?

9. Mais recordo que, ainda aguardo resposta ao requerimento de 20 Novembro de 2017, no qual solicitei os apoios financeiros e logísticos ás Associações Desportivas do Município da Figueira da Foz, entre 1998 até 2017!!


Todo o processo do Projeto “Figueira Beach Sports City”, não tem sido transparente, serve apenas para amparar determinadas clientelas do partido Socialista local e de alguns amigos de Coimbra.

O Projeto “Figueira Beach Sports City” é mais um esbanjar de recursos públicos!

Em contraste com muitas associações desportivas que têm de andar a mendigar apoios, para organizar em eventos desportivos.

Nestes últimos 9 anos não houve uma estratégia clara para o desenvolvimento desportivo, não houve um investimento em infraestruturas desportivas pelo contrário deixaram-se degradar as existentes por todo o Concelho, como é exemplo gritante, o Estádio Municipal “José Bento Pessoa”.

Sem comentários: