.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Não há como regressar ao passado...



"É praia, é cidade, é serra, é porto e é rio. 
Tem centro de artes, tem galerias, tem museus e tem casino! 
Tem proximidades vantajosas de vilas e cidades com património histórico único, tem acessibilidades; não falta nada! 
O estio do verão traz à cidade os “sunset” diários de brisa marítima inconfundíveis! 
Não façam da Figueira da Foz apenas a cidade do “(F)estival”. 
Reposicionem-na como cidade Estival!"

Isabel Maranha Cardoso, no jornal AS BEIRAS.

4 comentários:

A Arte de Furtar disse...

E tem pessoas,minha senhora!
Pessoas,gente, população...que amam uma cidade que os despreza.
Não há visão de futuro;não há organização.
Só interessa "sacar" ao contribuinte e não investir nas pessoas.
A cidade oferece o quê a um jovem para se fixar?

Anónimo disse...

Enquanto Autarca (4 de vereadora e 3 de JF de Buarcos) há sete anos o que fez de concreto para inverter essa constatação???

Anónimo disse...

Desde que sou Gente e daqueles que ainda a Amam, que a Figueira (como concelho), viveu para sorrir para os de fora (alcunhados de banhistas, visitantes, veraneantes e mais adjectivos) e desprezou os que a escolheram para viverem 365 dias (ou 366, como neste ano).

Anónimo disse...

Minha senhora e a Figueira também tem uma parte baixa e histórica da cidade que está ao abandono.
Há ruas onde as ervas crescem por todo o lado (zona do vale) onde parece que os carros lixo não passam á séculos a Figueira tem tudo está linda mas é só na zona alta onde passam os turistas a parte baixa e histórica da cidade não está no mapa.