.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 17 de maio de 2016

Soberbo...

foto António Agostinho
...juro que também ouvi Rodrigo Queiroz e Melo, director executivo da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo, dizer no programa Prós e Contras na RTP 1 que "o Estado cometeu a ilegalidade" de construir escolas públicas onde já havia colégios privados. 
E, quando aqui chegamos, já não há mais nada para discutir ou debater.
Portanto, o malandro é o Estado que ofereceu escolas e hospitais aos cidadãos... 
Os malandros não são os artistas, com bons contactos dentro dos governos PS e PSD, que se aproveitaram disso para criar empresas de caça ao subsídio e construir assim um negócio à custa da mama do dinheiro de todos nós...
Portanto, chegados aqui, o mais lógico é processar o Estado por cumprir a Constituição!

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

E eu ouvi:
"Eu coloco lá crianças com necessidades educativas especiais e até ciganos e romenos".
E eu ouvi isto?

Podia ser o presidente do Oriental, a falar dos seus esquemas, mas é uma escola privada a falar de alunos.
Dizer que a selecção de alunos na escola pública é igual à da escola privada é acreditar no Pai Natal e no Coelhinho da Páscoa.

E ainda, como é que um colégio confessional, onde os alunos começam o dia a rezar, pode fazer parte da rede pública?

E termino com a questão que eu gostaria de ter colocado: “O Sr tem os seus filhos no colégio porque o ensino é bom ou porque é subsidiado pelo Estado?”

Para a shô dona Nilza (que mostrou, mais uma vez ser uma “grande” aquisição para a bancada parlamentar do PSD) recomendo um caldinho de galinha, 2 xanax e muito repouso.


(E acabou o longo e "pensativo cigarro". Regressemos à produtividade....)