Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

terça-feira, 18 de agosto de 2015

"Para Belém quem mais lhes convém." A quem?.. (II)

António Costa, como escrevi aqui,  tem melhor imagem e fala melhor do que António José Seguro.
Quanto ao resto, ou seja, o essencial e o que realmente importa, é mais do mesmo.
Pela minha parte, e a realidade cada vez mais me dá razão, não deposito nele qualquer esperança.
Ontem, Costa apareceu na televisão. 
Calmo, bem vestido, bem disposto, ar calmo e limpinho de quem não se está para  maçar excessivamente... 
Cá para mim, lá pelo PS, podem pensar em procurar outro líder...
Maria de Belém quer não sei o quê!..
Vem aí outro Cavaco.
Talvez, este coma bolos com mais chá. Isto, é 
"o centrão e a nossa oligarquia", no seu melhor e a funcionar...
Há quem pense que António Costa, em bom rigor, começa a colher a tempestade dos ventos que semeou... 

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

E eu (ainda) a pensar que política era coisa séria e do povo (demo).
Que resta ainda do 25 Abril? A democracia formal. Não é pouco, mas é curto.

Pensava que Costa/PS queriam vencer as legislativas e derrotar o governo mais reacionário desde a gloriosa madrugada.
Mas tudo tem corrido de feição a perder. Um ex desastroso e pedante chefe de campanha e agora a confusão de prioridades. Afinal o que q prioritário legislativas ou presidenciais?
Pelo que vamos vendo o PS corre o risco de duas belas derrotas seguidas.
A candidatura de Belém é de direita, dos seguridtas ressentidos e dos grupos económicos.
Quanto a coisa mais estiver partida à esquerda melhor para Rui Rio (a minha aposta).
Mas o resultado previsível das legislativas também não é mau: Bloco Central a vencer!
Isso significa: ataque e destruição do que ainda resta da Constituição! Esse é o grande objectivo.

E termino por hoje: Manuel Alegre "guardião da esquerda" como justificas o teu apoio a Maria de Belém?