.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Maldita memória...

Ora aí está  "o regador rosa, para quem já sentia saudades"... 
Maldita memória, que arranja sempre maneira de se pôr ao fresco quando é precisa. 
Há quase quinze anos, quando o pesadelo destes "não pode ser" começou, um Governo, por sinal do tal partido que apenas fica vagamente de esquerda quando está na oposição, também quis vender a TAP, então à Swissair, e a venda chegou a ser aprovada em Conselho de Ministros. 
O senhor engravatado que nesse longínquo ano 2000 nos disse o mesmo "não pode ser" que hoje nos diz Maria Luís Albuquerque foi António Guterres. 
O que a realidade nos veio dizer depois foi que a TAP teria desaparecido se o negócio não tivesse abortado. 
O comprador, a Swissair, entretanto desapareceu. Faliu. 
Se ainda temos transportadora aérea devemo-lo aos trabalhadores da TAP. 
Foi a sua luta que fez o Governo de Guterres recuar.

1 comentário:

Anónimo disse...

Se temos transportadora TAP, deve-se aos contribuintes, porque o buraco cresce todos os anos. Ou não será verdade?