.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

domingo, 7 de dezembro de 2014

O (NOSSO) MAR

O poema é do Te João Pachita,  como era conhecido na sua terra natal - a Cova - de quem me lembro muito bem, um simples homem do mar,  que mal sabia ler e não sabia escrever, mas tinha  alma de poeta.
Foi recolhido pela sua filha Maria Gama.  Hoje,  se fosse vivo comemoraria 108 anos (1906/2014). 
Com a devida vénia, fica a publicação do texto do Te João Pachita e, ao mesmo tempo, o reconhecimento de algo que sempre uniu várias gerações de covagalenses: a paixão pelo nosso Mar
A foto do mar da Cova-Gala é do Pedro Agostinho Cruz.

Sem comentários: