"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O que sobrou do congresso...

Não muita coisa, mas sobretudo a  ausência dos discursos e dos conteúdos políticos do congresso do país e as pessoas. 
Nuno Morais Sarmento, no sábado,  ainda alertou.
"Temos de dizer aos portugueses como vamos viver".  É necessário ir além das "estatísticas" e das "folhas de excel" e apresentar  aos portugueses uma "esperança nova que tem que ir mais longe e dizer mais do que a moção de estratégia" de Passos, com "mais pessoas" e "mais política" e a capacidade de recuperar o lado "imaterial" da política e devolver às pessoas a capacidade de "sonhar".
Sobrou Marcelo Rebelo de Sousa, o malhador...
E pronto: chegou ao fim o   “congresso” do PSD.
Ouvi-lhe chamar também “concentração de mata-velhos”, mas nem me atrevo a abordar esse assunto, pois sei que existem alguns leitores susceptíveis e outros piegas...

Sem comentários: