.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sexta-feira, 9 de março de 2018

Isto está a ficar cómico...

"Adolfo Mesquita Nunes sabe qual é o lugar do CDS: a caminho de um resultado “histórico” nas próximas eleições legislativas. Essa é pelo menos a convicção do político de 40 anos que este fim de semana participa no 27º congresso do partido em Lamego e que Cristas escolheu para coordenar o programa eleitoral dos centristas."
Via Observador

Em tempo.
"Apetece perguntar a Adolfo Mesquita Nunes quando é que alguém do PS convidou o CDS para uma coligação? Alguém devia recordar-lhe a posição do PAF quando se colocou a questão, o PSD e o CDS avançaram para um governo minoritário depois de o seu Líder Passos Coelho declarar que "era o que faltava governar com o programa do PS".
Passos tinha a sua agenda e Paulo Portas achou que era uma questão de dar um tacho a António Costa, o líder do PS ia para vice-ministro até Passos poder provocar uma crise que conduzisse a eleições antecipadas. Como a estratégia falhou parecem agora umas carpideiras que não se calam com o argumento idiota da aliança do PS com a esquerda, como se uma aliança com a extrema-direita do CDS fosse mais pecaminosa do que uma aliança com o BE e o PCP.
É tempo do CDS acabar com esta pantomina e assumir que o seu verdadeiro adversário e´o PSD de Rui Rio e que há décadas que só tem possibilidades de chegar ao poder como muleta daquele partido."
Via O Jumento

Sem comentários: