.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PS figueirense ao rubro...

Ontem, realizou-se um plenário de militantes para discutir o PDM, na Assembleia Figueirense. Era suposto o Presidente da Câmara estar presente (coincidentemente, à última hora foi chamado de urgência a um ministro qualquer e não pode estar), bem como o Presidente da Comissão Política  João Portugal (também não esteve, por coincidência, teve um afazer de última hora).
Se as comissões políticas, que se deviam realizar de três em três meses, não se realizam, então plenário de militantes é mesmo uma raridade. 
Não estando o Presidente da Concelhia, o lógico seria o número dois da CPC - Luis Ribeiro, a conduzir os trabalhos, porém não foi isso que aconteceu. Carlos Monteiro (numa demonstração de força) assumiu a condução dos trabalhos, coadjuvado pela vereadora independente  e pelo Presidente da Assembleia Municipal (uma autêntica municipalizacão do partido socialista). 
Alguns militantes desabafaram: "já não bastava o nosso mal estar, pela marcação de um plenário para discutir o PDM a seis dias do terminus do prazo de discussão do mesmo, numa autêntica desconsideração por estes!..
Notou-se na sala a forte mobilização feita por representantes leais ao poder, presidentes de junta e outros, de forma a intimidar os militantes, essencialmente os críticos do regime, e em particular aqueles que publicamente são contra o PDM. 
Segundo o que a ANC-Caralhete News apurou durante o dia de hoje, a reunião, chegou a aquecer, com o presidente da Assembleia Municipal, José Duarte, a dar uns valentes murros na mesa, a acompanhar os seus berros a intimidar os militantes críticos. 
Foram trocadas acusações e ameaças. José Duarte chegou mesmo a afirmar, que  “responsabiliza os críticos”  (os que dão entrevistas, que escrevem no Facebook e participam nos movimentos cívicos contra o PDM ou na defesa do Horto) caso o PS venha a perder as autárquicas é por culpa destes. "Em desespero, chegou mesmo a dizer que alguns eram «inimputáveis.»"
João Paredes, Luis Ribeiro, José Iglésias,  Diogo Serôdio, Vitor Cunha, entre outros muitos militantes, defenderam que o processo do PDM fosse suspenso até às próximas eleições. Esta defesa, por parte destes militantes,  levantou de novo os ânimos, com a Vereadora a dizer “que não ia pôr no lixo quatro anos de trabalho.” E, chegou ao ponto de afirmar: "apesar de independente, era mais socialista que muitos socialistas.” 
O mesmo é dizer: quem não defende o PDM, não é socialista!.. 
Na oportunidade, foi perguntado à vereadora o número de pessoas que já participou na discussão do PDM, e esta respndeu: “mais de cinco mil.” 
Já deu para perceber, que a engenheira Ana Carvalho é boa em números... Recordemos  os “dois mil postos de trabalho” que a senhora vereadora diz que as novas lojas âncora vão criar!..
Já a noite ia adiantada e nova polémica se levanta. 
A secção de Buarcos tem agendado para o dia 17 de Junho a Assembleia de militantes para votar os candidatos à junta.
Ontem, de forma surpreendente, foi convocada, uma comissão politica (ver convocatória) para esta sexta, para votar os candidatos às Juntas, num claro desrespeito pela secção e pelos militantes. 
Neste momento, na Figueira, parece existirem dois Partidos Socialistas.
A saber.
1. O Partido Socialista.
2. O Partido Socialista Municipal, liderado pelo João Ataíde das Neves, com independentes e cristãos novos recém chegados ao PS, oriundos das listas autárquicas, fiéis ao poder instalado.

3 comentários:

Anónimo disse...

em duas palavras o Partido dos Caça tachos

Anónimo disse...

Muito bom:)

Anónimo disse...

É este o Partido Socialista que o Dr. Mário Soares tanto defendeu??? Não...este é um partido de cacholos e cachopas à procura de tacho..ex.Izsabel Tavares