.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O Bairro Novo e a pesada herança que lhe estão a deixar ...

O Bairro Novo,  é uma zona da cidade com o futuro indefinido e cheia de problemas.
O que é de lamentar, pois é uma zona que até tem algum potencial para atrair visitantes. Por exemplo, a Arte Nova tardia do Bairro Novo e o sistema de muralhas defensivas da Figueira da Figueira da Foz.
Só que assim não vamos lá.
O vencedor do IX Festival Internacional de Xadrez da Figueira da Foz, Timur Gareyev, andava na rua na noite, a falar com pessoas, a conhecer a cidade e foi violentamente agredido no Bairro Novo, “inicialmente no meio de muita gente”, contudo, segundo apurou o DIÁRIO AS BEIRAS, o jovem norte americano voltou a ser agredido posteriormente quando já se encontrava sózinho
Tudo terá acontecido por volta das 04H00. As marcas da agressão ficaram bem visíveis no rosto do jovem atleta e vão acompanhá-lo no regresso ao seu País. 
E o mais estranho é que Timur Gareyev não acredita que tenha sido para o roubar. “Tinha dinheiro, uns 20 euros e cartões de crédito, não me parece que estivessem atrás disso. Deviam estar bêbedos e decidiram despejar violência em alguém”
Violência gratuita, apenas, justifica “muitos socos de perto de duas dezenas”, a uma pessoa que nos visita, ainda por cima, “uma pessoa simpática e bem-disposta"?
Que cidade, afinal, é a Figueira da Foz? 
Não basta, ao presidente da câmara da Figueira da Foz, há mais de 6 anos no poder, também lamentar "profundamente o que se passou”, nem “tentar saber o que falhou".
Ele tem de dar a garantia aos figueirenses que vai actuar, para que, tal como ele, também, eles possam continuar a acreditar que "a nossa cidade é pacífica, incluindo o Bairro Novo"...

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

Miguel Babo não tem culpa no assunto, mas o seu esforço e dedicação não merecia um final de torneio com estas notícias.
Há é que incentivar a que a F Foz consiga mais e melhores torneios de xadrez.

Agora ficámos a saber que o Bairro Novo é um território sem lei!

Já sabíamos (nós os pagantes, na Câmara ainda não sabem....) que o Bairro Novo tem uma população envelhecida;
perdeu serviços e comércio;
tem uma limpeza desleixada que termina no cruzamento do talho da Fontee o resto do bairro é paisagem;
as árvores (praça do touril) foram cortadas e temos alcatrão;
as passadeiras da avenida Brasil são pintadas na segunda quinzena de Agosto;
a barulheira/bandalheira das noites é uma constante;
passear no Picadeiro só com a (excelente) prestação do Corpo de Intervenção que garante segurança aos "gastos", que não velhotes, e às famílias com crianças;
o Bairro Novo nem merece a atenção da Câmara com a utilização do edifício Castelo (esplanada Silva Guimarães) e muito menos um esforço de adquirir o antigo turismo;
o Bairro Novo tem o CAE (obrigado) que merecia uma programação mais "endinheirada";
o Bairro Novo tem lindas casas ao abandono (exemplo FLAGRANTE e INACREDITÁVEL)o antigo Jardim Escola junto dos semáforos (cruzamento Abadias/rua Alexandre Herculano);.....

O Bairro Novo merecia melhor que o TITANIC (hotel) e os mamarrachos que o envolvem!