"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Quando é que tiram este barco daqui?..

Esta foto, que tirei com um telemóvel, é da manhã de hoje.
A felicidade é fugaz.
Tão fugaz, que muitas vezes passa  e nem deixa traço. 
Por outro lado, a dor e o tempo amalgam-se inseparavelmente. 
Alguns atribuem a culpa aos deuses, outros ao destino.
Neste caso, penso que é dos homens.
Este barco naufragou à entrada desta nossa barra há quase um mês e meio.
Uma das funções essenciais do Estado é assegurar a segurança de todos os seus cidadãos. 
Enquanto o Estado não conseguir assegurar a segurança de todos os seus, incluindo os pescadores - os que têm de arriscar todos os dias a vida para continuar a viver - não há consolo nem redenção para a angústia e para a dor.
O sofrimento humano tem limites. A prová-lo, estão os actos desesperados que marcam o nosso tempo.
Pôr-lhe fim, neste caso, é uma decisão que tem de ser urgente.
Tirem o barco, porra... 

Sem comentários: