.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 26 de março de 2013

Uma patusca parceria publicóprivada na Figueira, disfarçada de benemerência patrocinada?..


Pelo que se pode ler clicando na imagem do lado direito, o município cedeu os terrenos por 25 anos e vai prestar apoio técnico... 
A Soporcel ofereceu as árvores...
E a Celbi forneceu o composto...
Todavia, o  Rotary   é que “criou o  primeiro parque florestal urbano do mundo”!..
Espectáculo...
“Este é o género de fenómenos apenas possível num meio cultural labrego que cultiva com gosto alarve o entretenimento cretino e padece de um fascínio mórbido pelo inaudito dos recordes do Guiness Book - um antro de uma cidadania abúlica e basbaque, de tal modo permissiva e acrítica que é incapaz já até do escárnio; quanto mais da reflexão, do reparo, da crítica, do protesto ou, muito humildemente que seja, de questionar o poder local por alienar, pelo tempo de uma geração, património público que lhe cabe gerir para benefício de todos.”

Em tempo.
"- para que quer a autarquia o Horto Municipal, se este não é capaz de criar e gerir um parque florestal urbano?
- que competências (botânicas, de engenharia florestal, de poda, de propagação de espécies por enxertia ou mergulhia, de conservação de sementes, etc.) exibe o Rotary Club que o capacitam para “criar” e gerir um parque florestal urbano?"

Sem comentários: