.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Na mouche...


No passado dia 1, neste post, previ o que era previsível: Pronto, estão justificados os 150 mil euros, que é o que está orçamentado para o evento: a Figueira, vai ocupar quatro horas de tempo de antena na televisão paga por todos nós, a RTP1, num daqueles inenarráveis programas de entretenimento!..
Serão, certamente, mais quatro horas de televisão gastas como normalmente: com o habitual vazio que caracteriza o país.

Ontem, dia 18, não foi eu que escrevi isto:

O Carnaval da Figueira mereceu desta vez a atenção da RTP1, através do seu programa “Portugal no Coração”. E, infelizmente, além do incontrolável mau tempo, também o que foi mostrado e dito da Figueira foi de baixo nível. O corso carnavalesco muito fraquinho, embora tivesse exigido muito sacrifício aos participantes por causa da incomodativa chuva e do frio. E as entrevistas feitas no estúdio de Lisboa foram muito pouco significativas, não sendo de molde a evidenciar devidamente os atractivos da nossa terra. Boa nota o espaço dedicado à gastronomia e também para os Reis, Rosa Amélia e João Baião, que tiveram uma actuação constante e apelativa animação que lhes exigiu, decerto, grande esforço físico."

"Mais vale pouco… que nada?!.." E pela bagatela de 150 mil euros, o que é que se podia exigir mais?..

Sem comentários: