Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Os terrenos do Campo do Cabedelo

Embora por razões que a razão desconhece o Grupo Desportivo Cova-Gala, este ano, tenha comemorado o aniversário apenas no passado sábado, dia 8, o Clube, na realidade, nasceu a 5 de Outubro de 1977.

Desde a fundação a “oficina” foi sempre o Campo do Cabedelo. Todavia, até aos dias de hoje, nunca foi possível legalizar aqueles terrenos em nome da Colectividade.
Ao longo dos anos, o grande argumento, nomeadamente por parte da Câmara Municipal da Figueira da Foz, era de que não se sabia a quem pertenciam verdadeiramente aqueles terrenos.

Recentemente,apesar do sigilo com que o assunto foi tratado por parte dos estrategas do negócio, veio a lume, neste blogue e em outros meios de comunicação local e regional, a possibilidade “da permuta de um terreno de 25 mil metros quadrados na Cova/Gala, propriedade da Zume, Construções, Lda, do empresário José Pucarinho. A troca, incluía duas áreas vizinhas, uma urbanizável de 15 mil metros quadrados e outra, por enquanto, não urbanizável de 17 mil metros quadrados.
Saliente-se que a segunda parcela é o actual campo de futebol de S. Pedro."


Ora, este dado faz toda a diferença. A Câmara, ao pretender permutar as duas parcelas de terrenos, tem de ser o legítimo proprietário delas.
Caiu, assim, por terra o argumento que tem impedido o Grupo Desportivo Cova-Gala, de ser o único e legítimo proprietário dos 17 mil metros quadrados onde se encontra sediado o seu Parque de Jogos.

Parque de Jogos, recorde-se, que só tem as condições que tem, também graças ao esforço financeiro e ao trabalho, voluntário e desinteressado, de largas dezenas de Sócios e Amigos do Clube ao longo dos últimos 30 anos.
A actual Direcção tem, pois, o dever de saber preservar um património que foi construído a pulso pelos fundadores e respectivos seguidores que trabalharam com carinho, dedicação e mística, condições essas que foram decisivas para os saltos qualitativos que o Grupo Desportivo Cova-Gala deu de 5 de Outubro de 1977 até aos dias de hoje.
Já é mais que tempo da Direcção do Grupo Desportivo Cova-Gala clarificar a sua posição perante os sócios em todo este problema.
Aliás, como sócio, penso que um assunto desta importância deveria merecer a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária.
O Clube, em última instância, é dos sócios.

Fotos: Outra Margem e cova gala e sua gente.

6 comentários:

Anónimo disse...

como ficou o jogo esta semana

Anónimo disse...

“como ficou o jogo esta semana”
o mundo à nossa volta a cair de podre e nós preocupados com o erro do árbitro!....
Acordem criaturas... A terra deixou de ter apenas o futebol para se entreter e para opinar.

A OCSTSP (operação camuflada sobre terrenos em São Pedro) é tema do momento nos meandros políticos concelhios: toda a gente se pronuncia, desde o político, ao gestor, ao economista, ao sociólogo ao intelectual, ao pescador, ao desportista –enfim, o simples cidadão.
Não queiram saber a chacota de que certas figuras da terra são alvo lá pela cidade...

E como no caso do futebol, abunda a retórica e a opinião do "treinador de bancada", e falta a reflexão, a análise, o conhecimento, seria bom que todos os dados do problema viessem a público.

Guimaraes disse...

Ao que parece o terreno em causa está entre as apetências do omnipresente sr. Pucarinho (ainda falta o sr. Aprígio) e o colonialismo coimbrão da Fundação, que até pretende os terrenos do Hospital.
Entre o mar e a rocha, parece que o "Cova e Gala" tem o papel do mexilhão....

Anónimo disse...

No papel é dos sócios, isso sim porque na realidade essa questão é só utopia. O clube é de alguns para alguns meus caros. Um abraço força cova-gala. Lutem pela legalizaçao do campo porque senão qualquer dia ainda sofrem um amargo de boca.Muita gente não merecia perder o campo dado ao trablho efectuado por alguns senhores. Por isso não deixem que o património se desvaneca. Abraços força Cova-Gala

Anónimo disse...

Ao Cova-Gala vai acontecer o mesmo que ao Buarcos..
Vai ficar sem nada, meus amigos.

Esta direcção está-se é pouco marimbando para o que se passa.

Anónimo disse...

Então. vai haver ou não Assembleia Geral?
Porque é que o aniversário este ano foi comemorado em dezembro?
A Direcção não teve tempo, dados os afazeres, que o Cova-Gala, foi fundado em 5 de outubro de 1977?
Como é que agora em Dezembro de repente arranjou porco no espeto e tempo para as comemorações?