Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

terça-feira, 17 de abril de 2007

Placas informativas?!...


Não sei se existem queixas por causa desta “barrigada” de informação!...
Todavia, coitados dos que nos visitam e não conheçam o terreno!.. A proliferação de placas indicativas - de tudo é mais alguma coisa - é uma confusão completa...
Será possível, circular a 30 ou 40 km, de carro ou de mota, próximo de um entroncamento e, com segurança, ler toda esta "montra de sinais"?...

5 comentários:

Unknown disse...

Ainda cabem mais alguns em cima!

Anónimo disse...

Já agora, mais uma em baixo também não ficava mal...

Anónimo disse...

É o aproveitamento do pau.
Muito pau dá confusão, não se sabe de quem é e para se poder pôr a tabuleta a jeito fica-se sem saber em qual se há-de pôr. Assim só com um pau fica resolvida a situação. Não há mais situações do género de "Você pôs a tabuleta no meu pau", ou " O meu pau é pequeno para a sua tabuleta". Ou "é muita tabuleta parta um pau só".
Ou é cada pau sua tabuleta ou então um só pau, várias tabuletas.
Pior seria, como acontece muitas vezes, haver muita tabuleta sem pau, o que é uma pena.
Está muito bem assim.

Anónimo disse...

Falta um .... com a indicação de parquímetro a 50 metros!

Anónimo disse...

oh adosindo crido, lá chegaremos!!!