Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Continuação nos cargos

A renuncia a cargos políticos para que se foi eleito, sem tomar posse, a meu ver, trata-se de uma questão do foro íntimo de quem toma essa opção.
Como o meu foco não são as pessoas, mas sim a análise do exercício da sua actividade nos cargos políticos que executam, este caso - por ter um histórico anterior e ser a continuação num cargo - é para comentar. 
Nas três últimas reuniões de câmara realizadas no anterior mandato autárquico, o vereador Ricardo Silva, por razões que desconheço, faltou, sem ter promovido, como está previsto na lei, a sua substituição.
Com a desistência antes de tomar posse como vereador do Dr. Pedro Machado, tomou novamente posse como vereador Ricardo Silva, que ia em número dois na lista do PSD nas autárquicas 2021.
Depois de no anterior mandato ter faltado às três últimas reuniões, sem ter sido substituído, fica a expectativa do que se pode esperar do vereador Ricardo Silva.
No meu entender, pelo menos que este mandato seja executado com mais clarividência ao serviço de uma causa maior: a do concelho a que pertencemos...

Sem comentários: