.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A utilidade de ter tempo...

foto sacada daqui
A crise, pelo menos para mim (que ainda consigo auferir um cachet verdadeiramente exorbitante de 500 e tal euros mensais...) tem sido um manancial de saúde e alegria de viver!..
Ah: e depois ter todo o tempo do mundo para explorar os descontos nas grandes superfícies é uma mais valia importantíssima... Os descontos têm salvo muita gente: ontem até ressuscitaram Jesus!
Claro que a crise, para os desempregados que  já deixaram de receber o subsídio,  não é a mesma coisa... 
Lamento por esses - pelo menos,  se  não encontraram um biscato como dealers que lhes renda um pouco mais que o ordenado mínimo…
Mas, como estava a escrever, a crise para mim tem sido  um verdadeiro dilúvio  de alegria e de boa-disposição.
Rejuvenesci.
Ter tempo para tudo, até para tentar perceber os truques e  as manigâncias dos passos,  dos  portas, dos cavacos e dos seguros,  tem sido  um passatempo mais produtivo que sudoku.  Tem sido um passatempo riquíssimo, um exercício de intelectualidade importantíssimo...
Mas, agora, a Figueira tem mais uma maneira para ocupar o tempo dos desempregados e reformados: tem um espelho de água novinho em folha, que o sempre talentoso “self made man” figueirense rapidamente aproveitou para lhe dar uma verdadeira utilidade: transformou-o num utilíssimo lava-pés!..
A crise, também, na Figueira é uma realidade. Mas, estou confiante que vai ser ultrapassada com brevidade.
Quem vive numa cidade onde o empreendorismo e o uso da imaginação têm este enormíssimo potencial só tem que acreditar...

Sem comentários: